Nossa vida não muda com a virada do ano; nós é que decidimos mudá-la ou não.

Tudo é uma questão de ótica.
Isi Golfetto
A única maneira pela qual você pode mudar a sua vida é mudando os seus pensamentos... eu posso passar o dia inteiro reclamando das dificuldades que encontro ou agradecer pelas coisas boas que acontecem.
Não espere o futuro mudar a sua vida...
porque o futuro é a consequência do presente!
Conta-se que uma senhora elegante e bem vestida, estava de mudança para uma casa de repouso pois o marido com quem vivera por longos anos havia morrido e ela ficara só.
Depois de esperar pacientemente por algum tempo na sala de espera, chegou a atendente que iria levá-la ao seu quarto.
A caminho de sua nova morada, a atendente ia descrevendo o minúsculo quartinho, falando sobre as cortinas simples que enfeitavam a sua janela.
Ah, eu adoro essas cortinas, disse ela com o entusiasmo de uma garotinha que acabara de ganhar um filhote de cachorrinho.
Mas a senhora ainda nem viu seu quarto..., respondeu a acompanhante.
Nem preciso... respondeu ela, e continuou... felicidade é algo que você decide por princípio. Já decidi que vou adorar! 
Sabe, todas as manhãs eu tenho duas escolhas... passar o dia inteiro na cama contando as dificuldades que tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem... ou levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me obedecem.
Cada dia é um presente. E enquanto meus olhos abrirem, vou focalizá-los no novo dia e nas boas lembranças que eu guardei para esta época da vida
A velhice é como uma conta bancária... você só retira aquilo que guardou. Por isso, aconselho você depositar um monte de alegria e felicidade na sua Conta de Lembranças. 
Agora, se me permite, gostaria de lhe passar a receita da felicidade.
·        Jogue fora todos os números não essenciais para sua sobrevivência.
·        Continue aprendendo. Aprenda mais sobre computador, artesanato, jardinagem, qualquer coisa. Não deixe seu cérebro desocupado.
·        Curta coisas simples.
·        Ria sempre, muito e alto. Ria até perder o fôlego.
·        Lágrimas acontecem. Aguente, sofra e siga em frente. A única pessoa que acompanha você a vida toda é VOCÊ mesmo. Esteja VIVO, enquanto você viver.
·        Esteja sempre rodeado daquilo que você gosta: pode ser família, animais, lembranças, música, plantas, um hobby, o que for. Seu lar é o seu refúgio.
·        Aproveite sua saúde. Se for boa, preserve-a. Se está instável, melhore-a. Se está abaixo desse nível, procure ajuda.
·        Diga a quem você ama, que você realmente o ama, em todas as oportunidades que tiver.
Lembre-se... a vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego ...
de tanto rir...
de tanta surpresa...
de tanto encanto...
de tanta felicidade!
Que nossa vida seja sempre inspirada por pessoas, contos, versos, músicas que nos estimulem a sermos melhores, altruístas e otimistas.
Não desperdice as oportunidades de ser feliz. A felicidade você só encontra dentro de você. Não dependa de coisas ou de pessoas para ser feliz pois poderá se decepcionar.
A gente vive esperando que as coisas mudem... que as pessoas mudem... até que um dia a gente muda e vê que nada mais precisa mudar!
Feliz, realizada e grata por ter você ao meu lado mais um ano. 
SEJA FELIZ
Um grande e especial abraço 
Isi
Outros textos sobre ANO NOVO. Boa leitura.
Eu chego lá. Passos na escalada rumo ao seu objetivo.
Começar. Persistir. Conquistar. Antídotos para combater hábitos que paralisam.
Uma viagem de primeira classe a todos nós. Como gerenciar o que você faz com o tempo à sua disposição.
Seja o ano novo que deseja ter. Atitudes que impedem você de mudar.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.  

Os braços de uma mãe são feitos de ternura e os filhos dormem profundamente neles. Victor Hugo

Depois que a gente vira mãe!
Isi Golfetto
Algumas pessoas entram em nossa vida para nos mudar, nos tornar menos egoístas, nos ensinar a amá-las apesar das opiniões diferentes... entram em nossa vida para nos virar do avesso. E, de repente, descobrimos que não somos os donos da verdade, de ninguém, e de nada! Isi Golfetto
Ser mãe é achar que as horas e os dias não passam...
mas que os meses e os anos voam.
Quantas vezes certos comentários de mulheres que já eram mães não faziam sentido algum quando ainda nem tínhamos experiência sobre a maternidade. E a gente pensava - comigo essa história vai ser diferente.
Mas, o mundo gira e um dia coloca você lá para provar que algumas coisas a gente entende só depois que vira mãe!
Só depois que a gente vira mãe entende porque o salto alto sai do guarda-roupa, a maquiagem e os cosméticos ficam esquecidos na gaveta e, ir ao salão de beleza vira evento social.
Só depois a gente entende porque elas diziam para aproveitar dormir durante a gravidez.
Só depois a gente entende porque dormir vira o melhor programa do mundo, acordar às 8h da manhã é motivo de comemoração e ler um livro inteiro vira meta de ano novo.
Só depois a gente entende porque tomar café da manhã na rua se torna o programa da família e ir ao supermercado pode ser o evento do mês.
Só depois a gente entende porque é melhor pensar duas vezes antes de aceitar qualquer convite, que viajar no feriadão não vai ser legal, e que ficar em casa no final de semana pode ser a melhor decisão.
Só depois a gente entende porque as prioridades mudam e vemos o mundo de outra forma.
Só depois a gente entende porque algumas mães abandonam carreiras promissoras para se dedicarem a família.
Só depois a gente entende porque as nossas mães ficavam sempre tão preocupadas.
Só depois a gente entende porque o tempo começa a passar mais rápido, o corpo começa a mudar, e a alma muito mais!
Só depois a gente entende que a vida não é medida pelo número de vezes que respirou, mas pelos momentos em que perdeu o fôlego de tanto rir, de tantas surpresas, de tanta felicidade!
Só depois a gente entende porque...
os seus braços sempre estavam abertos quando a gente precisava de um abraço...
o seu coração sempre era compreensivo quando a gente precisava de uma amiga...
o seu olhar sempre era firme quando a gente precisava de uma lição...
a sua força sempre encorajava quando  a gente precisa de impulso para voar...
o seu exemplo sempre orientava quando a gente precisava fazer escolhas...
o seu amor sempre mostrou o significado do verdadeiro amor.
Só depois a gente entende que é preciso muita coragem para ser mãe, muita força para criar um filho e ser muito especial para amar alguém mais do que a si mesmo.
Um carinhoso abraço a todas as mamães!
Isi
Outros textos sobre MÃES. Boa leitura.
Mãe de menina. Qualidades e atitudes desejáveis para ser uma mãe de menina bem-sucedida.
Nem tente explicar.  A lição mais difícil da mãe de menino é estar pronta para dividir a sua atenção e o  seu amor.
Mães do Holocausto. Sublime é amar a quem não nasceu de nós, mas para nós.
Esculpindo valores. Valores esculpidos na infância fazem a diferença no adulto de amanhã.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.  

Uma coisa que jamais vamos conseguir ensinar a alguém é nos amar.

Que tristeza, né...
Isi Golfetto
Se tem algo que todos os que perderam um grande amor concordam é que a dor dessa separação chega a ser insuportável e não há nada que amenize tanto sofrimento.
As pessoas não sofrem porque o amor acaba... elas sofrem
porque o amor que sentem continua... mesmo depois de tudo terminado!
Um dia aquela pessoa com quem você viveu uma intensa paixão, que fez de você a pessoa mais feliz do mundo, fez você acreditar que o para sempre existia, que construiu com você tantos planos, projetos de um futuro a dois, simplesmente disse adeus. Tudo virou nada!
De um sonho encantado a um pesadelo duro, cruel, inacreditável.
Para piorar, se há mais alguma coisa que possa piorar tanto sofrimento, surgem aquelas perguntas que teimam em ficar te torturando... onde foi que eu errei... o que foi que eu fiz... o que eu deixei de fazer. Tantos questionamentos sem resposta. Nada faz sentido.
Você perde o chão. A dor é intolerável. Não é apenas uma dor emocional. É uma dor física e não há com o que se possa comparar. Não há nada que possa confortar, melhorar, aliviar.
É duro ouvir, é cruel admitir, mas a vida não acaba aí...
Mas, será que é possível reanimar o coração e querer voltar a viver se está tudo em ruínas? Como conseguir levantar se está sem forças? Como deixar de amar alguém que se ama? Como, como, como???
Não há fórmulas mágicas nem respostas fáceis para perguntas inexplicáveis.
Viver é uma questão de se construir, de aprender, de se refazer.
Não é fácil se recuperar dos duros golpes da vida. Cada pessoa tem o seu próprio tempo para se curar ou pelo menos para essa dor começar a amenizar.
Não há remédio que ajude a esquecer alguém que teve parte importante em nossa vida. Mas, algumas ponderações podem ajudar a enfrentar e superar essa dura realidade.
É possível consertar um coração partido?
Vai demorar, não vou te enganar. Você vai experimentar a pior dor de sua vida... vai acreditar que nunca mais vai conseguir amar... que nunca mais vai encontrar alguém tão especial e ter um amor tão intenso... vai dormir chorando muitas vezes... vai gritar... vai quebrar coisas... vai achar que você não vale nada.
Mas, sempre o sol volta a brilhar depois da tempestade. Essa dor vai melhorar. Pode levar algum tempo, mas vai passar. Você vai ficar bem... vai adquirir novas forças... vai levantar e vai ver o sol brilhar.
Então, vamos começar... enxugue essas lágrimas, levante a cabeça e coloque um sorriso no rosto. Olhe para trás, se despeça das dores, dos momentos interrompidos, dos sonhos não vividos. Os momentos difíceis nos moldam. A dor torna você mais forte, as lágrimas tornam você mais corajosa, e um coração partido torna você mais sensata. Use-os a seu favor. Algum dia, não muito distante, você vai poder dizer... não foi fácil mas consegui!
Ninguém é a razão da felicidade de ninguém. A pessoa com quem a gente dividiu a vida contribuiu para nos dar momentos de prazer e felicidade, mas somos nós a razão da nossa própria felicidade. A gente já viveu sem essa pessoa antes... já sorriu sem ela... já sentiu felicidade. Um ponto final em um romance não significa um ponto final em nossa vida sentimental. Amores vêm e vão… mas nunca vêm em vão.
Aprender a lição. A gente tem que aprender a ser feliz sozinho para perceber se o outro está feliz e fazer o outro feliz. Tem que se amar para poder receber o amor do outro e poder retribuir. Tem que se perdoar para perdoar o outro. Tem que ter paz para proporcionar paz ao outro. Aprenda a trocar lágrimas por sorrisos... saudades por abraços... coração partido por algo que cole os pedaços.
Fazer as pazes com o passado, viver o presente e criar projetos futuros. Se a gente ficar presa ao passado não irá a lugar algum. Vamos deixar o passado para trás. Desenvolver ou criar nossos próprios projetos. Reconstruir a vida.  Viver novas histórias... a vida, definitivamente, não acaba aí! Nunca comece o dia com os pedaços quebrados de ontem. Isso vai destruir o seu maravilhoso hoje e vai estragar o seu grande amanhã.
Deixar ir não significa desistir... mas, aceitar que certas coisas não foram destinadas a ser.
Agradeço a sua companhia nessa leitura. Até breve!
Um abraço especial.
Isi
Outros textos sobre CASAIS. Boa leitura.
Um dia para recomeçar. Renovando a esperança no amor.
Decepção tem remédio? Como reagir diante da decepção.
De que adianta... Princípios para solucionar problemas sob a perspectiva correta.
O silêncio é de ouro, mesmo? Como transformar um silêncio punitivo em silêncio que acalme o coração.
Conto de fadas ou conto de falhas? Como reescrever o seu romance.
Dando a volta por cima. Princípios que podem ajudar você a se reencontrar.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher. 

Um excelente educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que tem serenidade para se esvaziar e sensibilidade para aprender. Augusto Cury

Que momentos você gostaria de eternizar?
Isi Golfetto
O jeito de ensinar pode até mudar com o tempo. O que não muda é a importância do trabalho de educar vidas para que possam viver melhor. Esse é o grande desafio, o maior sentido e a plena realização de ser professor.
O mundo vai te entristecer, mas vai te proporcionar grandes surpresas...
momentos que vão tornar a vida fantástica de ser vivida.
Qual o seu conceito de felicidade? Existe uma idade em que podemos compreender e viver a felicidade? Como um professor pode orientar a vida de seus alunos a encontrarem esse momento especial?
O professor de Ética, da Escola de Comunicação e Artes da USP (Universidade de São Paulo), Clóvis de Barros Filho em entrevista a Jô Soares (apresentador de um talk show), contou como foi o momento em que descobriu a sua verdadeira felicidade.
Segundo o professor Clóvis, até os 13 anos de idade todas as atividades em que participava, de um treino de natação a um jogo, mesmo do seu time do coração, o São Paulo, ele não via a hora que acabasse.
Até que um dia, o professor de geografia do 1º colegial, pediu aos alunos que preparassem um seminário, com duração de 50 minutos. Para o Clóvis o tema da sua apresentação foi... O Petróleo. Ele se preparou. O tal dia, finalmente, chegou!
Clóvis subiu ao palco e se viu diante de uma plateia cheia de alunos atentos. Pela primeira vez na vida sentiu que estava no lugar de onde nunca deveria sair. Estava vivendo um momento que jamais desejaria que acabasse. E, para que aquele momento não acabasse, ele não começava a sua apresentação. Todos aguardavam em silêncio. Até que o professor se irritou com aquela atitude e perguntou:
O senhor engoliu a língua?
Então, comecei a apresentação. Só que de tão empolgado que estava falei tudo o que havia preparado sobre o tema em 15 minutos. E o que fazer com os 35 minutos restantes? Foi aí que um dos colegas teve a brilhante ideia de pedir ao professor que me deixasse continuar e o professor comentou:
Ele que fale. O tempo é todo dele.
Percebi, naquele instante, que a bola veio para mim. Continuar ou não continuar? Meu corpo gritava:
Hei! 13 anos de uma vida de m****, agora que está aí não sai daí!!!
Assustado respondia para o meu corpo:
Mas eu não sei mais nada sobre o petróleo!
Inventa qualquer coisa, p****, gritava o meu corpo, mas não sai daí!!!
Foi aí que lembrei do meu pai, que nunca entrou em uma faculdade, mas dizia coisas que depois encontrei na mais fina filosofia: demore o tempo que for para você decidir o que quer da vida e depois que decidiu não recue ante nenhum pretexto porque o mundo tentará te dissuadir. Profeta Zaratustra, de Nietzsche.
Claro, meu pai dizia tudo aquilo um pouco diferente: 
Demore o tempo que for para você decidir... até aí tudo igual ao profeta... voltar para trás nem para pegar impulso porque não vai faltar quem vai querer te f****, seu b****!
Naquele momento precisei decidir entre o correr ou ficar... lembrei do meu pai e decidi inventar o petróleo e continuei...
Até aqui falei das bacias petrolíferas, está tudo no livro de vocês, é só ler. Agora vou falar de um tema mais sofisticado, peço que anotem que pode cair no vestibular. Isto não está no livro - é sobre a qualidade do petróleo nessas bacias. Tem petróleo bom que energiza muito e tem petróleo que não presta.
Olhei para trás e o professor arriou os óculos intrigado com aquilo, e eu senti medo, mas eu lembrei do meu pai: Seu b****, não volte para trás nem para pegar impulso!
Com certeza eu não ia mais voltar. Aí peguei impulso e comecei. 
O melhor petróleo do mundo todos sabem é o petróleo da Romênia. Os alunos começaram a anotar. 
Do Norte da Romênia, região da Sildávia, completei. (Esse conhecimento tirei das Aventuras de Tintin).
Eu olhei para trás e desta vez vi que o professor balançava a cabeça. No mínimo ele devia estar pensando: 
Eu não sei p*** nenhuma disso. Esse cara só pode estar me zoando!
Aí eu vi que era a hora de aproveitar a fragilidade dele e perguntei:
O senhor sabia disso?
Assustado ele respondeu: 
Não, eu não sabia.
Então eu falei:
Anota para aprender alguma coisa!
No momento em que eu pedi para ele anotar as coisas que eu estava inventando, e ele não reagiu, eu pensei: 
Esse lugar é simplesmente do c******, velho. Eu nunca mais saio daqui!
E foi ali que eu entendi alguma coisa que a filosofia grega tenta explicar muito bem. O momento de felicidade é o momento que você não gostaria que acabasse tão cedo. É um momento que você desejaria eternizar. Um momento que você gostaria que durasse mais tempo.
E aquele momento foi para mim, o primeiro em 13 anos que eu senti felicidade em minha vida, porque foi o primeiro momento que a escola me deu a chance de encontrar a potência da muda, as características que eram as minhas e que se eu fizesse frutificar poderiam acabar possibilitando a árvore de um docente que vai exercer a docência com amor, com paixão, com dedicação e assim por diante.
Se desejar assistir a entrevista do professor Clovis na íntegra, clique no link. O professor Clóvis continua contando sua experiência, o seu amor e paixão pela realização em ser professor. Vale a pena. Além de aprender com ele, você vai se divertir bastante.
Feliz dia do Professor!
Agradeço sua companhia até aqui.
Um grande abraço
Isi 
Outros textos sobre PROFESSOR. Boa leitura.
Professor, a obra é sua. Educar é acredita que é possível.
A grandeza de um professor. Ser professor é lapidar diamantes e conduzir sonhos!
Professor, a sua luz ilumina vidas. 5% dos professores são a razão pela qual alunos comuns fazem coisas extraordinárias.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.  

História dos 3 porquinhos contada por uma criança de 3 anos.

E eles viraram carne… que tristeza, né!
Isi Golfetto
Escreva algo que vale a pena ler ou faça algo que vale a pena escrever.
Sem dúvida esse vídeo que encontrei no Youtube é fantástico.
É a história dos 3 porquinhos recontada pela visão de Alana, uma menininha de apenas 3 anos, que mora em Santa Catarina, um dos estados do sul do país (Brasil).
O que impressiona é a narrativa emocionante que ela dá ao contar a história, demonstrando através das suas expressões faciais e suas palavras a perspectiva pessoal sobre o que aconteceu aos 3 porquinhos.
Vou reproduzir o diálogo (entre ela e mãe) como no vídeo utilizando o português da Alana.
Alana: Era uma vez, todo mundo morava com João até os 3 porquinhos [.....] é linda né, e daí eles moravam juntos para sempre. Acabou.
Mãe: Já! O que aconteceu nessa história?
Alana: Não aconteceu nada.
Mãe: Então conta a história dos 3 porquinhos.
Alana: Era uma vez os 3 porquinhos. Eles fazeram uma casinha mas o lobo queria pegar todo mundo [bummmm] pegou os 3 porquinhos, levaram para casa e consertaram eles e viraram NADA... viraram só CARNE. QUE TRISTEZA NÉ...
Mãe: O que aconteceu com os 3 porquinhos?
Alana: VIRARAM CARNE!!! 

Link para o vídeo: História dos três porquinhos recontada por Alana


Parabéns Alana, sua visão de mundo para tão pouca idade é muito realista!  
Parabéns, pais da Alana! 
Se desejar ler a história dos três porquinhos, segue link.
http://www.contandohistoria.com/ostresporquinhos.htm
Um grande abraço a todos
Isi

Em tempos de grande estresse ou adversidade é sempre melhor manter-se ocupado e colocar sua raiva e energia em algo positivo. Lee Iacocca

O que alimenta o seu pensamento?
Isi Golfetto
A qualidade da sua vida depende da qualidade dos seus pensamentos. Alimente-os com as coisas certas e as erradas não terão espaço para entrar.
Seu pensamento deve funcionar a seu favor...
não contra você!
Podemos afirmar que vivemos em um mundo onde todos parecem estar estressados com alguma coisa ou com alguém. Descontam todo o seu furor sobre qualquer pessoa ou situação mantendo o clima tenso e a energia pesada.
Aos poucos vamos nos intoxicando e, de repente, estamos estressados e muitas vezes até adoecemos sem sabermos o por quê.
Motivos não faltam para deixar uma pessoa estressada, antes mesmo de sair de casa.
Notícias sensacionalistas. Somos contaminados com o noticiário que ouvimos na TV ou que lemos no jornal durante o café da manhã. E, se você tem o hábito de sair correndo de casa, sem tomar o café da manhã, seu nível de stress já começou a dar sinais de que o dia não vai ser legal.
Trânsito. Todo dia é sempre aquela loucura... imagine se estiver chovendo... ou atrasado...
Trabalho. Como não agravar o nível de tensão do seu dia se o relacionamento com o pessoal na empresa não for bom. Adicione a isso a falta de ânimo em relação ao seu trabalho que já não está mais fazendo o menor sentido para você.
Relacionamentos conflitivos. Bons relacionamentos são uma fonte de relaxamento. Algo prazeroso e que nos revigora depois de um dia tenso. Porém, se você estiver em um relacionamento complicado não há nada pior para elevar o seu stress.
E, a lista é infinita.
Nem sempre podemos mudar o que nos estressa, mas temos a possibilidade de controlar a nossa atitude ao identificar a causa que o motiva, buscar a solução e agir.
Certa vez, em um congresso sobre Gerenciamento de Estresse, um psicólogo levantou um copo de água. Todos esperavam que ele perguntasse... o copo está meio cheio ou meio vazio?
Para a surpresa de todos a pergunta foi... quanto pesa esse copo com água?
As respostas variaram entre 100g e 350g.
O peso absoluto não importa, ele respondeu. O que realmente importa é o tempo que vou segurar o copo. Se eu segurar o copo por um minuto, não vai acontecer nada. Se eu o segurar por uma hora, eu vou ficar com dor no braço. Agora, se eu o segurar por um dia inteiro o meu braço ficará amortecido.
O peso do copo não muda. Mas, quanto mais tempo passar menos forças terei para segurá-lo.
O mesmo acontece com as tensões e as preocupações na vida. Se pensar neles por um tempo, nada acontece... se pensar neles um pouco mais você vai começar a ficar tenso... se pensar neles o dia todo, você vai ficar paralisado e incapaz de fazer qualquer coisa a respeito.
É importante mudar essa situação o mais cedo que puder... e largar o copo!
Qual o peso que você está segurando em situações que não estão sob o seu controle.
Se não há como eliminar ou se afastar das causas que provocam o stress e interferem negativamente em sua vida, procure minimizar os seus efeitos restabelecendo a sua energia com algo positivo.
Fazer uma caminhada. Procure caminhar, por pelo menos 20 minutos em um parque ou espaço verde. A natureza tem o poder de colocar o seu corpo em estado de meditação, permitindo que você relaxe.
Respirar fundo. A respiração desempenha um papel importante na nutrição do nosso corpo. Exercícios de respiração ou respirar fundo várias vezes, podem ajudar a reduzir a tensão e aliviar o stress.
Plantas. Manter plantas em ambientes não tem apenas a função de purificar o ar, mas podem ajudar a acalmar. Pesquisadores descobriram que o simples fato de uma pessoa estar perto de plantas pode induzir ao relaxamento.
Comer, beber ou mascar. O doce é calmante porque parece diminuir a produção do hormônio do stress. Muito embora isso não seja desculpa para se comer ou beber algo doce o tempo todo. Enquanto que mascar chicletes, não apenas melhora a respiração, mas também pode ajudar a aliviar a ansiedade.
Conversar. Ter um amigo mais próximo, com o qual se possa contar em momentos estressantes ajuda a aliviar o peso que carregamos e reduz a tensão. Aproveite o tempo juntos para dar boas risadas. Rir ajuda a sentir aquela sensação de relaxamento que você precisa.
A maior arma que temos contra o estresse é a nossa habilidade de poder escolher entre um pensamento ao invés de outro. Pensamentos positivos geram sentimentos positivos, atraem boas energias e produzem ações positivas.
Agradeço a sua sempre agradável companhia!
Um grande e forte abraço
Isi