Espere o melhor de si mesmo e faça o que for preciso para torná-lo realidade. Isi Golfetto

Eleve as suas expectativas
Isi Golfetto
A vida acontece no nível das suas expectativas. Eleve as suas expectativas ou seja reduzido por elas.
Você deve esperar grandes coisas de você
antes de realizá-las.
Pessoas com grandes sonhos têm um poder de realização, energia e entusiasmo contagiantes. Quando partem em busca da conquista dos seus sonhos mantêm as suas expectativas em alta.
Idealizam sempre o melhor cenário - o êxito em sua carreira, o sucesso do novo projeto, a alegria de viver um grande amor.
Criar altas expectativas é esperar sempre pelo melhor, é dar o melhor de si mesmo, é ir lá e fazer o que preciso for para mover o seu sonho até a realidade.
A sua expectativa é uma prévia das próximas atrações da sua vida!
Mas, e quando nem tudo sai como o esperado? E quando as expectativas são frustradas?
O objetivo de cada frustração não é diminuir as suas expectativas é elevar os seus padrões.
Vamos imaginar uma recepção ao ar livre com os amigos, em frente ao mar, numa agradável tarde de outono, ou fazer uma caminhada no parque com a família e tomar um delicioso sorvete... existe algo mais agradável?
Há boas chances de tudo sair como o esperado... ou não.
Você se lembra da última vez que a sua expectativa não coincidiu com aquilo que esperava? O que você sentiu? Como reagiu?
Outra tarde, enquanto eu caminhava no parque, presenciei uma cena engraçada (pelo menos para mim).
De repente começou aquele berreiro. Quando me voltei para ver o que estava acontecendo vi um menino chorando e apontando para um sorvete estatelado no chão.
Que drama! Não tinha quem não parasse para olhar e esperasse para saber como aquela história iria acabar.
Bem, o pessoal que estava com aquela criança tentava acalmá-la de tudo quanto era jeito... um deles dizia que iria pegar outro sorvete... o outro falava que ele não precisava ficar triste, uma das crianças oferecia o próprio sorvete... mas, nada do que era dito ou feito consolava o menino. Inconformado ele chorava ainda mais, gesticulava e repetia que queria aquele sorvete... que ele não tinha feito nada para derrubar o sorvete... que não entendia por que o sorvete havia caído...
Sabe... aquela cena me fez refletir sobre a reação de muitos adultos diante das suas frustrações. Muitos se posicionam como vítimas do mundo, outros se debatem entre lágrimas, gritos e gestos, e ainda há aqueles que encaram a plateia e falam em alto e bom inglês... what are you looking at!
Perderam, uma vez mais, a oportunidade de aprender com aquela situação, crescer, amadurecer.
Frustrações fazem parte da vida e vão estar presentes em todas as áreas - em nosso relacionamento, no âmbito familiar, em nossa carreira, em nossas atividades. Da mesma forma que em algum momento, ou vários, vamos decepcionar as expectativas que os outros têm sobre nós. 
Não temos o controle sobre quase NADA do que nos acontece. A única coisa que você e eu temos pleno, irrestrito e absoluto controle é escolher como agir e o que fazer!
Gerenciar expectativas é saber atuar diante das frustrações e mudar aquele cenário.
Aprenda com a situação. A frustração nos deixa com uma venda nos olhos que impossibilita de enxergarmos a situação em sua totalidade, impede o nosso crescimento e a capacidade de mantermos relações saudáveis. Em quais áreas você fica mais vulnerável? O que você tem feito a respeito? Se quiser avançar um nível, vá firme nessa busca. Escreva sobre cada uma das suas expectativas não atendias e procure verificar se são coerentes com a realidade.
Nada está no seu controle. Expectativas são o combustível perfeito para as emoções correrem soltas. Como você lida com situações inesperadas? Se o seu voo é cancelado na última hora devido as fortes chuvas ou, se aquela linda recepção ao ar livre, que você planejou nos mínimos detalhes, voou pelos ares em virtude de uma ventania repentina! Aceitar que quase nada está sob o seu controle e aprender como agir vai permitir que você esteja melhor preparado para lidar com o que pode acontecer.
Não idealize o caminho do outro. Todas as pessoas têm as suas próprias histórias e convicções que não serão exatamente as suas. Aceite a forma de ser da outra pessoa. Assuma que todos estamos fazendo o melhor com o que sabemos. Leve em consideração e reconheça o que ela pode te oferecer ao invés de se concentrar no que você espera que ela te ofereça..
Foque na sua responsabilidade. Concentre-se nas coisas que estão sob sua responsabilidade... suas atitudes, seus sentimentos, suas escolhas, seus desejos, seus impulsos. Reconheça e respeite os seus limites. Procure manter uma rotina equilibrada. Aprimore a sua força de vontade. Mantenha o foco no que é real ao invés de se distrair e se deixar levar por ideias, ações e emoções indesejadas. Saber a diferença entre o que está e o que não está sob seu controle e agir de acordo vai tornar a sua vida mais serena e consciente.
Mude a perspectiva. Ajuste a sua maneira de sentir, pensar e ver. Se em algum momento achar que a vida tem sido injusta com você - mude a sua visão, tente uma nova perspectiva. Procure investigar se as suas expectativas são reais - passe uma semana escrevendo dez coisas por dia que estão indo bem em sua vida e, depois me conte - a vida tem sido realmente tão injusta quanto você acreditava?
A gente não vai muito longe se ficar dando atenção a cada frustração que aparecer pelo caminho.
O que você está disposto a fazer para elevar as suas expectativas em cada área e viver uma vida de realizações?
Sua vida não é o que deveria acontecer, é o que está acontecendo com você aqui e agora.
Até a próxima!
Um grande abraço  
Isi