Mães seguram a mão de seu filho apenas por um curto espaço de tempo, mas o seu coração... para sempre.

Mãe de menina
Isi Golfetto
Até se tornar mãe ninguém vai conseguir te explicar como será possível amar alguém tão profundamente que você vai ficar feliz quando ela está feliz ou vai sofrer quando ela sofrer sem nunca dizerem uma só palavra.
Não existe fórmula mágica que torne
uma mãe perfeita... mas, existem centenas de maneiras
de ser uma fonte de inspiração.

Agora é com você, mamãe!

Um dia você acorda e tem ao seu lado um pacotinho de gente.

De repente, se dá conta que o pacotinho não veio com manual de instrução.

Sem ter a mínima noção por onde começar você procura daqui... mexe dali... na esperança de achar uma pista e o que encontra é um sorriso maroto e um olhar confiante de quem diz... agora é com você, mamãe!
Incentivos daquela pequena jamais irão faltar para te animar e especialmente, reanimar!
Haverá situações em que você não terá a mínima ideia de como fazer ou o que fazer diante das suas necessidades e demandas.
Você vai procurar meios para enfrentar esses momentos críticos até descobrir que o famoso mantra de emergência dos voos poderá ser seu aliado... coloque primeiro a sua máscara de oxigênio para depois ajudar quem está ao seu lado!
Assim, passada a turbulência, você vai perceber que não há nada mais gratificante do que olhar para aquela pequena dormindo tranquilamente ao seu lado e poder dizer... consegui!
Ser mãe, para algumas mulheres, é um dom. Lidam com qualquer situação da maternidade com maestria. Parecem que já nasceram prontas... já nasceram mães... tudo flui.

Já, para nós outras, é uma aventura constante repleta de manobras radicais, situações nem sempre controláveis e em alguns momentos com mais erros que acertos... especialmente quando a façanha em questão é ser mãe de menina.

A sua filha vai refletir o tipo de mulher que você é

Ser mãe de menina é ter a responsabilidade de ser a sua primeira referência feminina... é ser o seu exemplo o tempo todo seja por aquilo que você faz, pela maneira como fala, pelo modo como se veste, e, principalmente, como se comporta e lida com as suas próprias emoções e adversidades. De fato, você vai estar, 24 horas por dia, sendo atentamente observada por alguém que está a procura de um ideal de mulher para se tornar um dia!

Ser mãe de menina é, também, ter a sua primeira grande frustração maternal. Não há o que te prepara para aquele momento estranho quando nada do que você faz ou diz vai fazer mais sentido para ela. O tempo passou e a sua pequena cresceu. Agora ela está em outra vibe. Precisa se auto afirmar como mulher. Você a orientou através dos seus ensinamentos e atitudes para que ela pudesse desenvolver o seu potencial e autossuficiência.
Ser mãe de menina é ser uma mulher que se conhecesse e está bem consigo mesma. É preciso desenvolver qualidades e aprimorar atitudes para que possa ser essa fonte de inspiração para a sua filha quando ela enfrentar os próprios medos ou estiver diante das suas ansiedades.
Ser mãe de menina é ser o exemplo que sempre sonhou para ela, não uma busca implacável pela perfeição. Antes, é criar, desenvolver e aprimorar em nós mesmas as qualidades que queremos ver em nossa filha. Não a decepcione com as suas atitudes.
Seja uma mulher forte. Sua filha terá um modelo bem-sucedido para seguir e o seu filho saberá o que procurar em uma mulher.
Ser uma mulher forte é impactar a vida de seus filhos. É saber que toda a força de que precisa reside em si mesmo. É acreditar em suas habilidades. É saber que nunca é tarde para mudar. O novo não a intimida... ao contrário, ela faz dele o seu mais fiel companheiro.
Seja uma mulher autoconfiante. Confiar em si mesmo é ir além. É saber que tudo pode estar ao alcance de uma tentativa.
Ser uma mulher segura é conhecer a si mesmo, é reconhecer as suas qualidades e conhecer os seus limites. É saber o poder que tem, onde investir e quando desistir. É saber o que quer, traçar planos e metas para alcançar o seu propósito.
Seja uma mulher consistente. A consistência é o que transforma o mediano em excelente.
Ser uma mulher consistente é estar entusiasmada com o que quer obter. Ela sabe que não é o que fazemos eventualmente que molda a nossa vida, mas o que fazemos com persistência. A consistência cria as grandes conquistas. Essa mulher se destaca onde quer que esteja ou o que quer que faça, e arrasa!
Seja uma mulher que se valoriza. Quando você tem consciência do seu valor não é qualquer coisa que te satisfaz, muito menos qualquer coisa que te atinge.
Seja lá o que fizer na vida, seja a melhor! Uma mulher que tem consciência do seu valor não foca naquilo que não é. Ao contrário, ela aprende a valorizar e amar tudo aquilo que é. Enxerga o fracasso e as críticas como feedback, como ferramentas que a ajudam a crescer. Tem plena consciência de que se ela mesmo não se valorizar... uma hora dessas todos vão acabar acreditando!
Seja uma mulher com energia positiva. Sempre acredite que coisas boas podem acontecer.
Uma mulher com boa energia procura por algo positivo em cada dia, mesmo que em alguns dias precise procurar um pouco mais. Ela sabe que a energia positiva que emana das suas ações não vai refletir apenas em sua própria vida, mas vai se espalhar para as pessoas com as quais convive. Ela sabe que pensamentos e atitudes negativas não irão proporcionar uma vida leve e positiva.
Seja uma mulher movida pela paixão. Siga a sua paixão e jamais permita que alguém possa limitar os seus sonhos.
A mulher movida por uma paixão está preparada para trabalhar duro e se sacrificar e jamais irá permitir que alguém limite os seus sonhos. É verdadeiramente entusiasmada com as coisas que ama e faz. Sempre deixa a sua marca seja nas grandes ou pequenas realizações. Sua paixão a motiva a enfrentar obstáculos e a dar o seu melhor. Ela sabe que seguir a sua paixão vai fazer com que o sucesso a siga.

Agora é com você, minha menina!

Deixe ela aprender com os próprios erros, mas sempre elogie os seus acertos. E, principalmente, deixe ela saber que você vai estar ao lado dela observando-a, respeitando-a e orientando-a sempre que ela precisar.
Olhe nos olhos dela e diga... seja essa mulher de caráter, forte e decidida que eu sei que você se tornou, não se importe com os dias difíceis, mas aprenda com cada um deles e, quando for preciso não esqueça o mantra para os momentos críticos... coloque primeiro a sua máscara, para depois ser útil. Mas, acima de tudo jamais esqueça o meu amor por você.
Confie no sério trabalho que fez e esteja pronta para dizer... agora é com você, minha menina. 
Mães de meninas não nascem prontas. Elas são forjadas através dos desafios que a vida impõe.
Feliz Dia das Mães!
Um grande e especial abraço
Isi
Outros textos sobre MÃES. Boa leitura.
Nem tente explicar.  A lição mais difícil da mãe de menino é estar pronta para dividir a sua atenção e o  seu amor.
Os braços de uma mãe. Coisas que as mulheres só entendem depois que se tornam mães.
Mães do Holocausto. Sublime é amar a quem não nasceu de nós, mas para nós.
Esculpindo valores. Valores esculpidos na infância fazem a diferença no adulto de amanhã.
Me acompanhe nas Páginas do Facebook
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher


Não encontre falhas, busque a solução. Henry Ford

Se a vida não ficar mais fácil... trate de ficar mais forte!
Isi Golfetto
Convivência é um exercício diário de autoconhecimento onde você descobre o seu nível de tolerância, respeito e compreensão.
A vida não é esperar as tempestades passarem...
é aprender a dançar na chuva.

Se você quer mudança... seja a mudança! 

Quem nunca pensou ou disse... se ele/ela mudasse eu seria mais feliz... se meus pais mudassem eu seria mais equilibrado emocionalmente... se meu filho mudasse eu seria mais realizado... se meu amigo/chefe/vizinho...
Incrível como conseguimos tempo e disposição em focar o que não toleramos no outro e ainda acreditar que ele é o culpado pela nossa infelicidade. 
Como se não bastasse apenas pensar ou dizer, nosso objetivo vai além... tentar de uma forma ou de outra fazer com que a outra pessoa mude para que nos sintamos melhor.
Agindo dessa maneira, será que conseguimos encontrar a felicidade que tanto almejamos? Será que é realmente isso que vai fazer com que nos sintamos melhor?
Se você quer mudar o outro, mexa primeiro em seu interior. Esse é um exercício diário que vai levar a excelência em seus relacionamentos.

Tolerância, o exercício da empatia
Quando era um menino, ocasionalmente, minha mãe preparava um lanche para o jantar.
Eu me lembro especialmente dessa refeição que ela preparou depois de um dia exaustivo de trabalho.
Naquela noite ela colocou no prato do meu pai ovos, linguiça e algumas torradas que ficaram bem queimadas. Fiquei esperando para ver se alguém iria comentar o fato.
Tudo o que meu pai fez foi pegar a torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia na escola.
Para falar a verdade nem me lembro do que respondi, mas me recordo de vê-lo colocando manteiga e geleia na torrada e engolido cada pedaço daquele pão.
Quando eu deixei a mesa ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado as torradas. E jamais vou me esquecer do que ele disse:
Adorei a torrada queimada, querida.
Mais tarde, quando meu pai veio me dar um beijo de boa noite perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me abraçou e disse:
Filho, sua mãe teve um dia muito cansativo. Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. Também não sou o melhor marido, funcionário, cozinheiro e talvez nem o melhor pai que existe, mesmo que tente todos os dias! A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas!
Enxergar os nossos queridos com um olhar de gratidão, de compreensão, de empatia vai permitir exercitarmos a tolerância através dos fatos que acontecem, dar o respeito que merecem e desenvolver dentro de nós a compreensão. 
Quando não nos concentramos no que falta em nossas vidas e somos gratos pela abundância que está presente... nós experimentamos o céu na terra. Sarah Breathnach
Ser tolerante é aprender a aceitar as falhas alheias e relevar as diferenças. É exercitar a empatia. É exercer a sua capacidade de enfrentar situações ou os inconvenientes da vida de uma maneira mais leve. É permitir ao outro seguir em frente de uma maneira mais leve e você manter a sua paz.
Esses são meios importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros com nossos familiares, amigos, vizinhos.
Mesmo porque as pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez ou do que lhes disse... mas, jamais esquecerão o modo pelo qual você as fez sentir.
Vamos exercitar a tolerância e aprender a ter um olhar de respeito e compreensão para o próximo.
Foi especialmente gratificante estar com você.
Um grande abraço
Isi
Outros textos sobre AUTOCONHECIMENTO. Boa leitura.
Viva a sua história.  O rumo da sua história
O valor do tempo.  Tempo, como valorizar
Quem realmente quer.  Autoavaliação, conquista de objetivos
Um dia de chuva pode mudar a sua vida. Autoconhecimento, o seu melhor investimento
Somos donos ou reféns das nossas emoções?  Autocontrole, treine a sua mente
O peso que carregamos.  Aprimorando o processo das nossas escolhas
A força da alma.  Fazer o possível ou dar o seu melhor?
Desce e arrasa!!!  Atitudes de quem conhece o seu valor
Refazendo a rota.  Está querendo mudar? Faça diferente!
Impossible is nothing. Autoconfiança, aumente a sua!
Destrave-se ou morra tentando.  Como destravar o seu potencial
Me acompanhe nas Páginas do Facebook
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher