Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, você está sempre certo. Henry Ford

Corre... ainda dá tempo!
Isi Golfetto
Até onde você está disposto a ir e fazer o que é necessário para conquistar a sua melhor versão? Estou convencida de que pequenas ações diárias, realizadas com determinação, consistência e paciência terão um impacto relevante em seu futuro.
Seu futuro é criado pelo que você faz hoje, não amanhã.
Gente, cadê o ano que estava aqui?
O tempo levou! Já estamos em setembro!
Revendo as atividades planejadas para o ano e os resultados obtidos nesses dois primeiros quadrimestres, a continuar assim, posso dizer que esse ano vai entrar para a galeria dos mais produtivos!
Aliás, a palavra produtividade foi a que escolhi como o meu leme para o ano.
Não vou negar que houve momentos de cansaço em que tive uma vontade irresistível de concordar com aquele pensamento desestimulador que sussurrava... deixe isso para lá, você está sobrecarregada hoje!
Contudo, a força de vontade e a persistência foram decisivos para eu continuar. Mas acredite, a motivação maior veio mesmo do compromisso com a produtividade. O resultado foi tão positivo que já tenho uma nova palavra de apoio para o próximo ano!
E você, como estão as suas resoluções do Réveillon? Continua firme? Alcançando as suas metas?
Um domingo desses eu estava em um restaurante e foi inevitável ouvir o diálogo de duas senhoras que estavam sentadas na mesa ao lado.
Ao escolher o prato, uma delas comentou... vou pedir massa mesmo... a minha decisão de mudar para uma dieta mais saudável não chegou nem até a Páscoa. E continuou... todo ano é igual... não consigo alcançar os meus objetivos, nem sei porque insisto... acho que já passei da idade para querer mudanças... não tenho mais jeito.
Wow... não me recordo de ter ouvido tantas afirmações limitantes em sequência. Fiquei imaginando o que poderia estar influenciando o comportamento daquela senhora, bloqueando o seu desenvolvimento e paralisando as suas ações. Ao mesmo tempo, aquelas palavras soavam como um pedido de ajuda.
As pessoas realmente querem uma vida mais equilibrada, uma carreira bem-sucedida, sucesso nos negócios. Mas, o desânimo surge e elas desistem diante do primeiro obstáculo, provavelmente por não saberem onde estão errando, como continuar, o que fazer para mudar.
Vamos reverter esse quadro?
O corpo alcança o que a mente acredita. O esforço de hoje está mais próximo do êxito de amanhã.
Pois bem... estamos na primeira semana de setembro e até o Réveillon temos exatamente 17 novas e produtivas semanas repletas de oportunidades esperando por você.
Até onde estaria disposto a ir ou o que gostaria de fazer para obter resultados melhores e terminar o ano dizendo... consegui!!!
Como inspiração para retomar alguns projetos que ficaram pelo caminho e nos impulsionar na conquista de outros nada melhor que seguir o exemplo de um atleta de corrida.
Todo atleta tem como meta melhorar o seu desempenho, sendo indispensável estar sempre atento a evolução da sua performance.
Para tanto, além dos treinos milimetricamente planejados, um cronômetro o auxilia a verificar a sua evolução através dos dados da quilometragem percorrida, o tempo da corrida, entre outras variáveis. Isso permite ao atleta ter o controle do seu desempenho e o direciona a se manter dentro das ações planejadas ou adequá-las para que possa tirar o máximo de proveito em seu treino e conquistar o resultado esperado.
É essa a ideia. Nos mantermos motivados a cada passo na conquista dos nossos resultados. Orientações específicas sobre o assunto, link abaixo.   
O que pode impedir a conquista de um objetivo
Mas, o que pode desanimar alguém e fazê-la abandonar o seu projeto? O que pode estar errado e como é possível melhorar?
METAS. Se você não sabe para onde vai, todos os caminhos o levam a lugar nenhum.
O primeiro e grande impedimento na conquista de um objetivo está em acreditar que apenas o sonho idealizado, colocado no papel, seja o suficiente. Sinto informar que sem um planejamento apoiado por um plano de ação e metas ninguém vai a parte alguma..
Ausência de metas eficientes. Para cumprir um objetivo é preciso ter uma ideia bem estruturada com metas formuladas de maneira clara, mensurável e realista. Especificar traz o objetivo para o foco.
Quantidade exagerada de objetivos. Vamos ser práticos... qual é o número ideal de resoluções que uma pessoa daria conta de gerenciar simultaneamente? A maioria das pessoas exagera na dose e depois não consegue cumprir o planejado. Elas terminam o ano com a nítida sensação de ter visto os seus objetivos desabarem um a um como aquele efeito dominó... uma queda seguida da outra. Menos é sempre mais.
Metas inadequadas. Uma dose pura de coerência não faz mal a ninguém. É um erro comum definir metas não levando em conta o tempo de adaptação a um novo hábito. Uma pessoa viciada em tomar refrigerantes, muito provavelmente, não vai parar no dia seguinte. Será preciso buscar alternativas como suco de frutas, água ou chás. Se o objetivo é parar de comer doces ou bolachas, a dispensa da cozinha deverá conter um substituto para saciar essa necessidade de beliscar, como frutas oleaginosas (castanhas, nozes, avelãs), frutas secas (damasco, tâmaras, figos), ou sementes (de girassol, abóbora...). Toda mudança de hábito requer paciência, disciplina e tempo.
Não se desanime... nem tenha medo da mudança. Mas, de uma coisa esteja certo... você vai alcançar resultados ou desculpas. Nunca os dois juntos. A escolha é sua!
SUPORTE. Ninguém chega ao sucesso sozinho.
Conquistar metas nem sempre é um processo solitário. Procure contar com o suporte de um especialista para alavancar a sua carreira, a colaboração de uma equipe qualificada para ajudar no desenvolvimento dos negócios, o apoio de amigos e familiares para adotar e manter hábitos mais saudáveis.
Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas quem vai acompanhado, com certeza vai mais longe.
CONHECIMENTO. Não é suficiente fazer o seu melhor. Você deve saber o que fazer e depois dar o seu melhor.
O sucesso não bate a sua porta. Para alcançar os objetivos é preciso aprender a elaborar metas e entender todo o processo por trás disso. É um percurso composto de obstáculos, erros e acertos, mas também de muito aprendizado e êxito. Não existe mágica. Existem ações que podem tirar o seu sonho do papel. 
Invista no conhecimento e não deixe o seu futuro ser ditado pela sorte. 
PROCRASTINAÇÃO. Um passo e não estamos mais no mesmo lugar!
O medo do fracasso, a falta de autocontrole, planejamento e metas mal elaboradas, priorizar o lazer antes do dever entre outros, podem ser a causa de muitos projetos adiados e abandonados. Logo, adiar até se sentir confiante para iniciar ou reiniciar o seu plano pode ser uma decisão onde se corre o risco de nunca sair de onde está. Pequenas mudanças de comportamento e atitude podem contribuir efetivamente para concretizar o seu objetivo. 
O primeiro passo pode não te levar para onde quer ir, mas tira você de onde está.
PESSIMISMOSeu passado não é o seu futuro, a menos que você decida.
Ao primeiro sinal de fracasso muita gente pensa em jogar a toalha. Nada de pessimismo. Se não está avançando em seu projeto analise o que pode estar errado e procure saber como e onde é possível melhorar.
Reveja o resultado já obtido e o que ainda é necessário fazer para cumprir o seu objetivo até o fim do ano. Leia mais sobre o assunto. Busque o apoio de pessoas que ajudem você a manter o seu ânimo e motivação sempre em alta. Você vai conseguir!
Existe um momento na vida de cada pessoa que é possível sonhar e realizar os seus sonhos. Esse momento se chama hoje e tem a duração do tempo que passa. M.Quintana
A estrada é longa, os obstáculos são transponíveis e o resultado vai valer a pena!
Corre... ainda dá tempo!
Um grande abraço
Isi

Quando alguém que você ama se torna uma lembrança, essa lembrança se torna o seu tesouro. Isi Golfetto

O valor dos pequenos gestos
Isi Golfetto
Pouquíssimas coisas podem se comparar ao privilégio de viver ou de passar um tempo com os avós... a vida fica mais completa e as horas muito mais doces e divertidas. O carinho e a paciência deles com você, definitivamente, ninguém vai ter.
As pequenas coisas, geralmente,
ocupam os maiores espaços em nosso coração.
Se visitar os avós nas férias estão entre as melhores lembranças que temos, imagine morar com eles parte da sua vida!
Tudo começou na minha infância. Minha família mudava com frequência de cidade em decorrência da profissão do meu pai. Então, por priorizar a minha educação meu pai decidiu que seria melhor eu morar com os meus avós maternos.
Que privilégio! Hoje não apenas as recordações estão repletas de momentos inesquecíveis, mas grande parte dos meus valores e princípios foram construídos por influência dessa convivência.
hábito da leitura. Minha infância foi rodeada por jornais, revistas e livros de histórias. Meu avô passava horas lendo aquele imenso jornal e me incentivava a folhear as revistas e circular as palavrinhas que havia aprendido na escola. À medida que aprendia a ler passava o meu tempo na leitura dos fascinantes livros de histórias.
Graças ao meu avô ganhei um grande presente... o hábito da leitura, que além de benefício no meu aprendizado escolar, foi relevante para a minha habilidade na escrita.
O bom humor. Bem poucas coisas me tiram do sério. Ter bom humor é uma questão de ótica, dizia o meu avô. O bom humor nos permite ver a situação por um ângulo menos ameaçador e nos torna emocionalmente mais equilibrados visto que, nem tudo está sob o nosso controle, especialmente o comportamento das outras pessoas.
Graças ao meu avô aprendi que de nada adianta chorar sobre o leite derramado!
Fazer o que ama. Meu avô era um profissional competente, comprometido e realizado. Ele amava o que fazia e fazia com capricho. Ele era serralheiro e trabalhava em uma grande empresa em São Paulo na década de 50, quando Brasília estava sendo construída. Foi um dos funcionários convidados para trabalhar nas estruturas metálicas do Palácio do Congresso Nacional, aqueles dois prédios localizados entre o Senado Federal (a semiesfera) e a Câmara dos Deputados (o hemisfério). Hoje, o seu talento faz parte da história e daquela imponente arquitetura, idealizada por Oscar Niemeyer que é considerada um símbolo nacional e um ícone no exterior.   
Graças ao meu avô aprendi que a única maneira de fazer um grande trabalho é amando o que você faz.
Os limites é você quem decide. Nem todo mundo tem a possibilidade de fazer o que ama. Mas, pior do que isso é insistir em se manter preso ao que não gosta. Se você não está satisfeito onde está, ou com aquilo que faz, o que impede você de sair dessa situação?
Graças ao meu avô aprendi que a vida pode colocar obstáculos, mas os limites quem decide é você.
Identificar o que você quer, saber exatamente onde quer chegar e ter determinação para ultrapassar os obstáculos vão permitir sair de onde você está e chegar onde quer.
Manter-se na rota certa é um desafio constante durante o percurso. Portanto é preciso ficar alerta... manter o foco, verificar a meta final, traçar metas menores e possíveis, modificar as metas sempre que necessário, traçar planos e estratégias que possam contribuir com seus objetivos, estar atenta as oportunidades, se necessário criar oportunidades, não procrastinar, estar preparada para enfrentar desafios, assumir riscos, não ter medo do desconhecido. Chegar onde você quer será apenas uma consequência lógica do seu trabalho, esforço e tempo.
O valor das pequenas coisas. Sempre observei, com muita atenção, as coisas que o meu avô fazia. Uma lembrança que tenho é de quando ele chegava das suas viagens de Brasília. Ele me trazia uma caixinha de Mentex (uma goma de hortelã). Ele sabia que eu gostava daquela bala. Um gesto de valor inestimável que em minhas lembranças está catalogada como uma das mais preciosas.
Graças ao meu avô descobri a importância da consistência e coerência entre o falar e o fazer, o pensar e o agir. Não é o muito falar que vai fazer a diferença ou impactar a vida de alguém, são as pequenas atitudes que fazem a grande diferença... seja através de um sorriso que contagia ou de uma caixinha de Mentex.
Ver o mundo sob outra ótica. A vida é curta demais e sempre vai ter louça para lavar, então, vamos jogar!
Graças ao meu avô descobri o tesouro escondido em pequenos momentos. 
Eu tive o privilégio de ser cuidada, educada, mimada e amada por um avô maravilhoso... uma das pessoas mais generosas que conheci, ouvidos que escutavam, olhar que encorajava, abraço que confortava e um amor que nunca acaba. Sempre vou te amar.
Nesse Dia dos Pais podemos recordar esse outro ícone da nossa infância, os avôs... homens com prata nos cabelos e ouro no coração... pais duas vezes com o dobro de amor para dar.
Feliz Dia a Todos!
Um grande e especial abraço
Isi
Outros textos sobre PAIS. Boa leitura.
Como se forma um pai. Como ser bem-sucedido na missão de pai.
Marcas que permanecem. Exemplos influenciam a vida e moldam os valores de um filho.
Das lembranças que eu trago na vida... Como ser essa luz que mostra o caminho.
Um amor além das palavras. Pai, a saudade sem fim que você deixou.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.