Determinação não é medida pelo que você faz quando tem vontade, mas pelo que faz quando não tem vontade.

Para quem quer voar... não ter asas é apenas um detalhe.
Isi Golfetto
Sempre temos a oportunidade de escolher como reagir diante das situações. Podemos encontrar mil razões para reclamar das circunstâncias, discutir com o outro ou simplesmente deixar para lá. Ser seletivo nas batalhas diárias depende da determinação que cada um se propõe.  
O dia está a minha frente para ser o que eu quiser. E aqui estou eu,
o escultor que pode lhe dar forma. 
Professores não resistem à pergunta... fizeram a tarefa de casa?
Explico. No post anterior foi sugerido um exercício... elencar em três colunas objetivos que deseja alcançar separando-os em graus de possibilidades - do mais provável ao que parece impossível de alcançar. 
Uma jovem senhora, que elaborou as três listas, compartilhou a sua experiência. Ela estava determinada a mudar um dos comportamentos que listou em sua segunda coluna.
Não demorou muito até que sua determinação e paciência foram colocadas a prova. Ela nos conta...
Sexta-feira, oito da noite, avenida movimentada, chuva...
Meu marido e eu estávamos a caminho da casa de uns amigos. Fomos convidados para um jantar... open house como eles chamaram.
Haviam se mudado a pouco tempo para a nova casa. Como não conhecíamos bem esse lado da cidade decidi consultar o Google Maps para ter ideia do trajeto antes de sairmos. 
Meu marido estava ao volante. Ao nos aproximarmos do local pedi que ele virasse à esquerda na próxima rua. Ele comentou que eu estava equivocada e entrou à direita.
Começamos a discutir.
De repente me lembrei do compromisso que havia feito. Um dos objetivos listados naquela lista estava o de ‘colaborar para manter a harmonia no relacionamento’. Fui muito clara nesse ponto... não discutir, mesmo tendo razão.
Sendo assim respirei fundo, deixei a decisão com ele e fiquei em paz.
Uns quarteirões à frente ele percebeu que realmente estávamos indo na direção oposta. Olhou para mim esperando alguma palavra de censura, algo como... não falei!!! Mas, ao invés disso, apenas sorri. 
Ele perguntou porque eu não havia insistido para virar à esquerda se era a direção correta.
Pude, então, com calma explicar que estávamos à beira de uma discussão e, se eu insistisse teríamos nos estressado e estragado a noite e o jantar na casa dos amigos. Chegar atrasados e em paz seria bem melhor do que mal-humorados.
Quanta energia é desperdiçada com confrontos... disputas... apenas para demonstrar quem tem razão, independente de tê-la ou não. As pessoas se desgastam não pelas coisas como são, mas pela visão que fazem delas.
Uma pessoa determinada consegue permanecer com o foco em seus objetivos, mesmo que encontre em seu caminho alguém disposto a ‘aprimorar’ a sua paciência ou minar a sua determinação. Aceitar entrar em uma disputa ou praticar a tolerância e crescer só depende de mim.
Algumas atitudes como determinação e força de vontade alinhados a um propósito firme ajudam a manter um estado físico e emocional favorável a ação. Afinal, determinação é medida quando se faz o que é preciso diante dos obstáculos, independente da vontade.
Convido você a assistir esse vídeo com alguns pensamentos que podem nos ajudar a esculpir o nosso dia tornando-o mais agradável Só depende de mim...
Se quiser mudança seja determinado. Nenhuma semente acorda árvore no dia seguinte.
Agradeço pela sua gentil companhia. Até nosso próximo encontro... só depende de você!
Um grande e forte abraço
Isi
Outros textos sobre GERENCIAR CONFLITOS. Boa leitura.
inspira, expira e não pira! Como gerenciar um conflito e manter o controle emocional.
Palavras convencem... exemplos arrastam... Como manter o autocontrole diante de situações estressantes.
Bom senso e Respeito. 7 passos para ser bem-sucedido ao gerenciar conflitos.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.  

A diferença entre o possível e o impossível está na vontade humana. Louis Pasteur

Quem disse que é impossível...
Isi Golfetto

A força de vontade nos impulsiona para tudo na vida. O que precisamos é ficar atentos e modificar os pensamentos e atitudes que nos limitam e nos impedem de agir para deixar a zona de conforto.

Não é que algumas pessoas têm força de vontade e outras não. É que
algumas pessoas estão prontas para mudar e outras não!
A força de vontade é impotente contra maus hábitos. Alguns desses maus hábitos são pensamentos invasores com um radar aguçado que ficam cirandando a nossa mente.
Assim que detectam que surgiu um pequeno obstáculo em seu caminho acionam a sirene e tentam provar que definitivamente a melhor solução é desistir do seu propósito e começam a martelar frases como... “isso é impossível, você não vai conseguir isso, nunca”, “por que insistir em algo que não vai dar em nada”, “para que perder seu tempo, nem adianta tentar”.  
Esse tipo de pensamento negativo tem o poder de sabotar a confiança que precisamos ter em nossas competências e nos impedem de alcançar aquilo que foi catalogado como impossível.
A fim de mudarmos esse padrão é necessário transformar esse pensamento do isso é impossível em ações possíveis. É necessário identificar quais são as crenças que nos impedem de agir positivamente.
Através de um exercício simples e prático é possível detectar se há alguma crença sabotando os seus projetos. Liste em três colunas alguns objetivos que você quer alcançar.
Na primeira coluna escreva aquilo que considera possível de alcançar.
Na segunda o que julga ter 50% de chances de alcançar.
Na terceira aqueles projetos que julga ser impossível de alcançar.
Feita a lista é hora de buscar alguns exemplos que possam servir de inspiração em nossas ações diárias. A força de vontade é como um músculo. Quanto mais você o treinar, mais forte ele vai se tornar.
Louis Pasteur. Para Pasteur o impossível era apenas uma questão de tentativas e tempo. Pasteur deixou sua marca na história. Descobriu as causas de várias doenças e como preveni-las, e também revolucionou a metodologia científica. Dentre as características que o destacaram no desenvolvimento dos seus experimentos estava a sua liberdade de pensamento. Utilizava a imaginação, a criatividade e principalmente a sua rigorosa dedicação.
Pasteur era incansável e movido pela busca por resultados. O segredo da sua força estava na sua tenacidade. Era determinado, paciente e persistente. Só parava quando era bem-sucedido. Impossível era apenas uma questão de medida - um pouco mais e chego lá. Pasteur passou para a História como um dos cientistas mais reconhecidos. Hoje a humanidade agradece e desfruta de todas as suas descobertas.
A abelha. A natureza não questiona a tal da impossibilidade. Testes realizados com abelhas em um túnel de vento constataram que segundo as leis da aerodinâmica, abelhas não podem voar. Seu peso, sua forma, as dimensões de seu corpo e o pequeno tamanho de suas asas tornam o voo impossível. A abelha não sabe sobre essa impossibilidade. Ela simplesmente voa. Impossível é o que nunca se tentou.
A mente humana. Estudos estimam que as pessoas têm por volta de 70 mil pensamentos por dia. Muitos deles geram dúvidas sobre a sua própria capacidade de realização e sentimentos como o medo. Adquirir hábitos de pensar de maneira positiva pode ajudar a combater pensamentos negativos. Ao pensar em afirmações positivas “posso lidar com isso”, “sou mais forte do que penso”, “se ninguém conseguiu antes, serei eu o primeiro a conseguir” ajuda a eliminar a negatividade. A nossa mente pode ser uma ferramenta usada para conquistas ou derrotas, avanços ou estagnação. 
Treine seu cérebro a pensar de maneira diferente. E, enquanto não pode controlar cada situação você vai poder controlar como pensa, sente e se comporta. Enquanto o pensamento limitante enxerga o obstáculo como algo intransponível, a força de vontade diz... vamos lá... é apenas uma questão de tempo.
Observe o que está impedindo você de completar os 50% que faltam em sua lista para conquistar os seus objetivos. Coloque um pouco mais de motivação em suas ações, adicione ideias criativas em seus planos e vai perceber que tudo é possível. A lista do impossível só demora um pouco mais!
A conquista do possível é não dar ouvidos para o que dizem ser impossível, é superar adversidades, é uma questão de tempo, de persistência, de dedicação e, principalmente de acreditar que você pode.
Convido você a complementar essa leitura com o artigo “E eu nem sabia que podia”. Aguardo você por lá.
O conhecimento é uma ferramenta que nos liberta e nos capacita a interromper padrões negativos. 
Foi um prazer estar em sua companhia.
Um grande e possível abraço
Isi
Outros textos sobre VIDAS QUE INSPIRAM. Boa leitura.
A arte de ver o invisível. Irena Sandler... modificando o rumo da história.
Protagonista ou plateia? Van Gogh e Renoir... dois gênios, duas personalidades, dois destinos.
Mudar, mas mudar para melhor. Cora Coralina... recriando a vida.
Obstáculos desafiam ou desmotivam você? Beethoven... transformando limitações em aliadas.
Respire fundo e recomece. Paganini... gênio conduzido por sua genialidade.
Reinvente-se... pense diferente. Nobel... competência em se reinventar.
Fabergé e os Ovos de Páscoa Imperial. Fabergé... o maior joalheiro de todos os tempos.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.  

Firmeza de propósito é uma das forças do caráter... e um dos melhores instrumentos para o sucesso. Sem ele, gênios desperdiçam seus esforços em uma confusão de inconsistências. Lord Chesterfield

Obstáculos desafiam ou desmotivam você?
Isi Golfetto
Sempre que nos retraímos diante de uma adversidade um alerta aponta que os créditos em relação a nossa autoconfiança estão baixos. Indica que estamos limitados em alguma área. Limitações geram insegurança que nos impedem de realizar aquilo que nos propusemos.
Não é porque as coisas são difíceis que não ousamos...
ao contrário... elas se tornam difíceis exatamente porque não arriscamos.
Vamos concordar... ninguém é 100% confiante, 100% do tempo, em 100% das situações. Mas, você já reparou como o rumo que damos a nossa vida faz mais sentido quando agregamos a ela firmeza de propósito, perseverança e força de vontade? E, notou como a falta desses atributos nos tiram o chão e tudo parece desmoronar diante de um desafio que acreditamos ser intransponível?
Uma pessoa com firmeza de propósito vai em busca de seus objetivos independente do quão difícil seja a batalha. Ela tem ousadia, determinação, persistência, força de vontade.
Obstáculos tendem a nos desafiar ou nos desmotivar. Contudo, se você tem um porquê... vai enfrentar qualquer como... porque sempre perde quem para de lutar!
Vamos conhecer um pouco mais sobre essas atribuições na vida de um gênio da música. Aprender como ele conheceu o triunfo mesmo diante do seu encontro com o dramático silêncio que quase paralisou a sua vida.
Com certeza você já sabe sobre quem estamos falando. Ele mesmo, Ludwig Van Beethoven que apesar de ter sido atormentado grande parte da sua vida e da sua carreira por uma surdez progressiva, à medida que a sua audição se deteriorava, sua música florescia. 
A Nona Sinfonia, considerada uma das maiores obras musicais já realizadas, foi escrita quando o compositor estava quase que completamente surdo.
O drama vivido por Beethoven, a evolução dessa deficiência e como ele superou essa adversidade estão nesse pequeno texto atribuído a Augusto Cury.

Nada é tão grave para o ser humano do que perder a sua audição. Imagine o desespero que foi para um dos maiores gênios da música perdê-la depois de ter escrito belas composições.

Os recursos médicos ineficazes da época levaram Beethoven a uma profunda crise psíquica. Seus pensamentos se agitaram como ondas rebeldes. Sua emoção se tornou um céu sem estrelas. Não havia flores no solo da sua vida. Perdeu o encanto pela própria existência.

Para Beethoven, deixar de ouvir e de compor músicas era o mesmo que ficar sem chão. Chegou a cogitar o suicídio.
Mas, algo aconteceu. Quando todos pensavam que seus sonhos tinham sido sepultados pelo inquietante silêncio, surgiram os mais espetaculares sonhos no árido solo da sua emoção.
Ante sua condição miserável, ele decidiu superá-la. Ou Beethoven se calaria diante da surdez ou lutaria contra ela e faria o que ninguém jamais fez... produzir músicas apesar de não ouvir.
Mesmo surdo Beethoven aprendeu a ouvir o inaudível. Aprendeu a ouvir com o coração.
Não desistiu da vida. Ao contrário, exaltou-a.
Os seus sonhos venceram. O mundo ganhou. Nós ganhamos!
Você pode imaginar que influência teve a surdez sobre a vida e a obra de Beethoven?
Se ele tivesse sido diagnosticado corretamente, se tivesse recebido um tratamento adequado, será que teríamos esse compositor tão expressivo e singular que o destacou dos seus pares?
A vida de Beethoven eram as suas composições. Podemos supor que o seu isolamento, devido a surdez, favoreceu sua genialidade. Ele aprendeu a conviver com sua limitação e tirou proveito da circunstância.
Com sua perseverança Beethoven alcançou uma linguagem musical cheia de emoções que provavelmente não teria em condições físicas normais. Ele transformou sua debilidade em uma das principais colaboradoras de suas obras geniais.
Superamos desafios com atitudes positivas, enquanto fracassamos ao focar o lado negativo.
O rumo que você deseja dar a sua vida depende unicamente da sua escolha e do quanto o seu objetivo realmente vale a sua dedicação, a sua ousadia, o seu empenho!
Ultrapassamos a grande maioria dos obstáculos quando decidimos andar com ousadia através deles.
Convido você a separar mais uns 7 minutos para apreciar essa belíssima composição de Beethoven Sonata al Chiaro di luna uma das minhas favoritas.
A aristocracia da época disse o seguinte sobre Beethoven... pobre demais para ser respeitado... excêntrico demais para ser amado... grande demais para ser ignorado.
Que possamos transformar as nossas angústias em triunfo e as nossas limitações em nossa maior aliada!
É sempre um prazer estar em sua companhia.
Um abraço especial.
Isi
Outros textos sobre VIDAS QUE INSPIRAM. Boa leitura.
A arte de ver o invisível. Irena Sandler, modificando o rumo da história.
Protagonista ou plateia? Van Gogh e Renoir... dois gênios, duas personalidades, dois destinos.
Mudar, mas mudar para melhor. Cora Coralina... recriando a vida.
Quem disse que é impossível? Pasteur... o impossível é só uma questão de tentativas e tempo.
Respire fundo e recomece. Paganini, gênio no violino conduzido por sua genialidade.
Reinvente-se... pense diferente. Nobel... competência em se reinventar.
Fabergé e os Ovos de Páscoa Imperial. Fabergé, o maior joalheiro de todos os tempos.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.  

O homem que domina a si mesmo liberta-se de um poder que o acorrenta e que escraviza quase todas as pessoas. Friedrich Schiller

Palavras convencem... exemplos arrastam!
Isi Golfetto
Nossos caminhos se cruzam diariamente com os de outras pessoas. É inevitável que dentre elas haja uma ou outra com personalidade mais forte e que confunda decibéis com verdade ao tratar um conflito.
Não aumente a sua voz... melhore os seus argumentos...
escolha bem o que pretende refletir.
Infelizmente, não é raridade nos depararmos com esse destempero das pessoas seja ao celular, em reuniões da empresa, em locais onde precisamos aguardar por um atendimento, no trânsito, e muito mais frequente do que gostaríamos entre os casais.
Dizem que uma imagem ‘fala’ mais que mil palavras. Pois bem, ao observarmos a reação das pessoas da imagem acima nem precisamos de muito para descrever as emoções que elas estão demonstrando através das atitudes e deduzir possíveis necessidades ou desejos que não estejam sendo atendidos.
Sentimos um clima carregado, impulsionado pela raiva e seus autores nem se dão conta da maneira egoísta de como estão agindo. E, é quase certo que estão investindo todo o seu esforço em procurar o que culpar ou a quem possam acusar para se justificarem e darem voz ao seu descontrole. 
Quando pequena, aprendi uma lição com a minha avó. Fiz uma encenação pouco elegante diante dela e, com a categoria de uma lady ela falou... faça exatamente isso em frente ao espelho e veja se você gosta do que vê.
Muitas pessoas iriam se assustar se vissem no espelho o reflexo, não do seu rosto, mas do seu desequilíbrio emocional.
Agora, vamos observar as pessoas na imagem abaixo. Quais os sentimentos ou emoções elas estão deixando transparecer? Que valores estão demonstrando?
Domínio próprio ou autocontrole é resultado de conhecer a si mesmo, de disciplina, de muita força de vontade e de caráter. É uma qualidade que todos nós, cedo ou tarde, precisamos começar a desenvolver. É o poder sobre si mesmo.
Quem vence alguém é vencedor, mas quem vence a si mesmo é invencível!
Não agimos com razão todo o tempo. A emoção tem grande influência em nossas decisões e ações. Portanto, adquirir e manter o domínio sobre si mesmo significa libertar-se de um poder que acorrenta e escraviza.
Saiba como algumas ações colocadas em prática podem fazer a diferença diante de situações estressantes.
Listar as suas ações e reações. É importante investir um tempo em se perceber, ficar atento às emoções que disparam diante do medo, da ira, da contrariedade.
Levar a vida menos a sério. Em momentos difíceis é fácil dramatizarmos a situação e torná-la pior do que é. Sempre que possível use o bom humor.
Ser flexível. Situações de estresse intenso funcionam como um dínamo. Pouca razão e muita emoção acarretam consequências que mais tarde podem trazer arrependimento. Procure exigir menos do outro e de si mesmo.
Controlar a situação. Dentro do possível procure adiar uma conversa para quando os ânimos estiverem mais calmos. Quando obtemos o controle das nossas emoções dominamos nossos impulsos e deixamos de decidir e agir segundo nosso prazer.
Exercício de relaxamento. Para ajudar a controlar o estresse e acalmar a mente tem um exercício de relaxamento de respiração que costumo fazer. São apenas 15 minutos diários. Vale a pena. Aproveite!
Vamos tornar essas ações um hábito e manter o equilíbrio diante das situações conflituosas, levando em conta as consequências e o impacto dos nossos atos e palavras na vida do outro.
Quanto mais suave é o tom da sua voz ao argumentar mais você será respeitado. Grite e a razão o abandonará por completo.
Sem o domínio sobre si mesmo ninguém pode pretender controlar qualquer situação e muito menos ser modelo para pessoas que estão sob sua influência. Mesmo porque palavras podem até convencer, mas os exemplos arrastam.
Não reclame que as crianças nunca ouvem quando você fala. Preocupe-se com as suas atitudes porque elas sempre estão observando o que você faz.
A verdadeira grandeza e nobreza do homem, mede-se por sua capacidade de vencer os próprios sentimentos e não pela capacidade desses sentimentos em vencê-lo!
Força e sucesso a nós!
Foi um prazer estar em sua companhia!
Um abraço
Outros textos sobre GERENCIAR CONFLITOS. Boa leitura.
inspira, expira e não pira! Como gerenciar um conflito e manter o controle emocional.
Para quem quer voar... Entrar em uma disputa ou praticar a tolerância só depende da sua determinação.
Bom senso e Respeito. 7 passos para ser bem-sucedido ao gerenciar conflitos.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.