Meu Deus, se errarmos faz-nos querer mudar; se tivermos razão, dá-nos força para vivermos com isso. Peter Marshall

Mudar, mas mudar para melhor!
Isi Golfetto
O que mais nos desanima em algumas situações é a imagem que criamos do cenário ideal... como as coisas poderiam acontecer ou o rumo que deveriam tomar e nem sempre as expectativas coincidem com a realidade que desenhamos. Mas, não desista... lute por aquilo que deseja não importa o quão difícil esteja.
As pessoas tiram da vida
exatamente o que nela investem!
Quantas vezes acabamos frustrados e desistindo dos planos ou deixando projetos engavetados. Só alguém que nunca desistiu, apesar de tudo, pode nos transmitir confiança ao dizer... lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
Sempre encontramos pessoas cuja vida é uma referência inspiradora. Elas não têm medo de se expor, falar das suas dificuldades e mostrar que a vitória só é dada a quem acredita no seu ideal, a quem luta por ele, a quem persiste até a sua conquista.
Você já ouviu falar de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas? E da poetisa Cora Carolina, alma de açúcar com mãos de poeta?
Sim, ambas são a mesma pessoa. Essa mulher tão determinada, do interior de Goiás, tem uma história incrível.
Quando o mundo gritava a sua volta... desista... ela escutava aquela voz interior que falava mansamente... tenta mais uma vez!
E assim, com coragem, persistência e entusiasmo encontrou motivos para mudar as circunstâncias em que se encontrava. Cora Coralina tem uma explicação muito simples de como fazer isso... recria tua vida, sempre, sempre. Remove as pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça. 
Cora Coralina começou a escrever aos quatorze anos. Estudou até a quarta série e trabalhou como doceira. Casou-se, teve uma vida difícil com o marido, mas nunca deixou a paixão por escrever. Quando ficou viúva, teve a incumbência de criar três filhos e trabalhar para sustentá-los. Aos 50 anos deixou de atender pelo nome de batismo, assumindo o pseudônimo de Cora Coralina. Aos 75 anos teve seu primeiro livro publicado. Sua obra se caracteriza pela espontaneidade e pelo retrato que fez do seu povo, seus costumes e seus sentimentos. Ficou famosa quando suas obras chegaram às mãos de Carlos Drummond de Andrade, aos quase 90 anos. Enfim, conquistou o reconhecimento.
Segundo ela... o que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher.
Certa vez, em uma entrevista, um repórter lhe perguntou... o que é viver bem? Suas respostas, repletas de preciosas lições, são cheias de sabedoria e humor revelando uma pessoa autêntica e confiante.
Não ter medo de envelhecer. Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice. E digo para você... não pense. Nunca diga estou envelhecendo... estou ficando velha. Sei que tenho muitos anos. Sei que venho do século passado, e que trago comigo todas as idades, mas não sei se sou velha não... você acha que eu sou? Eu não digo que estou velha e nem que estou ouvindo pouco. É claro que quando preciso de ajuda, eu peço.
Colocar em prática um aprendizado. Procuro sempre ler e estar atualizada. Isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida. O melhor roteiro é ler e praticar o que se lê.
Continuar produtivo. O bom é produzir sempre e não dormir de dia.
Não dizer coisas negativas. Ahh... não diga a si mesmo que está ficando esquecido, porque assim você fica ainda mais. Nunca digo que estou doente, digo sempre - estou ótima. Eu não digo nunca que estou cansada. Nada de palavras negativas. Quanto mais você diz que está cansada e esquecida, mais você fica. Você vai se convencendo daquilo e convence os outros. Então, silêncio!
Exercer seus direitos. Convoco as pessoas de mais idade como eu ou mais velhos do que eu para exercerem seus direitos.
Superar-se a cada dia. Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade despedaçando dentro de mim tudo o que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes. O importante é semear, produzir milhões de sorrisos, de solidariedade e amizade.
Procurar semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende.
Persistir até o fim. Sei que alguém vai ter que me enterrar, mas eu não vou fazer isso comigo.
E, concluindo, ela recita um dos seus pensamentos mais belos, entre os mais belos... mesmo quando tudo parece desabar cabe a mim decidir entre rir ou chorar... ir ou ficar... desistir ou lutar... porque descobri no caminho incerto da vida que o mais importante é o decidir.
Cora Coralina, 1889-1985, poetisa brasileira.
Quais os investimentos que está realizando em sua vida? Quais lições tem aprendido e colocado em prática? Não existe nada tão perfeito que não possa ser melhorado.
Convido você a assistir ao vídeo Força para mudar. Sempre bom ter algumas placas indicando o melhor itinerário a seguir em nossa caminhada. Aproveite!
Mudar, mas mudar para melhor é seguir aquela voz interior que diz... tenta mais uma vez. E você vai descobrir que os obstáculos e as adversidades não têm a metade da força que você imaginava que tivessem.
Agradeço sua agradável companhia.
Grande abraço
Isi
Outros textos sobre VIDAS QUE INSPIRAM. Boa leitura.
A arte de ver o invisível. Irena Sandler, modificando o rumo da história.
Protagonista ou plateia? Van Gogh e Renoir... dois gênios, duas personalidades, dois destinos.
Quem disse que é impossível? Pasteur... o impossível é só uma questão de tentativas e tempo.
Obstáculos desafiam ou desmotivam você? Beethoven... transformando limitações em aliadas.
Respire fundo e recomece. Paganini, gênio conduzido por sua genialidade.
Reinvente-se... pense diferente. Nobel... competência em se reinventar.
Fabergé e os Ovos de Páscoa Imperial. Fabergé, o maior joalheiro de todos os tempos.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.  

É um erro confundir o desejar com o querer. O desejo mede os obstáculos; a vontade vence-os. Alexandre Herculano

Não seja um obstáculo para si mesmo...
Isi Golfetto
Qualquer coisa que vale realmente a pena conquistar sempre terá obstáculos pelo caminho. Você tem que ter essa vontade indomável, determinação exaustiva e trabalhar duro para superar cada um deles e realizar tudo o que quer.
Não há como conquistar o topo da montanha sem passar pelos obstáculos...
no final não é a montanha que conta... mas nós mesmos.
Até onde você é capaz de ir quando quer algo?
Qual o sonho que você quer realizar... viajar por vários países, fazer compras (renovar o guarda-roupa, a casa), pagar um curso no exterior para seu filho, trocar o carro, morar em outra cidade ou país, escrever um livro, ser mais feliz, emagrecer, viver um grande amor...
Independente daquilo que se propôs a alcançar todos esses sonhos têm algo em comum... foram despertados por um desejo e esse desejo irá motivar você a dar alguns passos.
O desejo de viajar, por exemplo, pode ter começado pelo seu fascínio por história e cultura de um povo ou por ter lido um artigo sobre lugares para conhecer antes de morrer. 
Esse desejo, semeado em seu coração através das sensações que foram despertadas, fica registrado e prontamente você diz - um dia vou viajar... pode escrever!
Você, então, pesquisa o local dos sonhos, elabora o roteiro, consulta hotéis, faz uma planilha com os custos... ahh... aí surge o primeiro obstáculo - os custos... você constata que os valores que poderia dispor estão muito acima do seu orçamento. Deste ponto em diante outros obstáculos começam a ocupar um espaço cada vez maior em sua lista... e a tão sonhada viagem começa a se distanciar cada vez mais dos seus planos.
Desejo é a chave para a motivação, mas é a determinação e o compromisso em perseguir o seu objetivo que permitirá que você alcance o objetivo que quer.
É um equívoco, portanto, confundir o querer com o desejar. Desejo é apenas uma intenção. Querer, ao contrário, está ligado a ações, a atitudes, a superar obstáculos.
Já reparou como um grande número de pessoas deseja ser feliz, mas as suas atitudes, quase sempre, caminham no sentido contrário à felicidade? O desejar ser feliz implica em abandonar a tristeza. Sendo assim é preciso reorientar as atitudes!
E, para reorientar as atitudes existem basicamente três pilares, segundo Carlos Hilsdorf, especialista em comportamento humano.
Abandonar as atitudes negativas que nos afastam dos nossos objetivos. Se você quer que as coisas sejam diferentes, tenha coragem de mudar seus pensamentos. O sucesso não é medido pelas alturas atingidas, mas pelos obstáculos superados.
Manter as atitudes positivas e aguardar o tempo necessário a fim de alcançar os objetivos propostos para que os resultados apareçam. Um sonho não se torna realidade através de mágica... é preciso tempo, determinação exaustiva e trabalho duro para realizar nossas conquistas.
Adquirir conhecimentos e adotar ações e atitudes para realizar os sonhos. O Universo não pode dar o que você quer até que as suas ações estejam alinhadas com os seus pensamentos. Pense que você pode e você pode!
Portanto, a diferença entre desejo e vontade está em transformar intenções em competências e ações em resultados. Escolha uma ou duas ações daquela sua lista... vá atrás do resultado. Não fique refém da sua intenção, desenvolva atitudes vencedoras!
E, de repente, num dia qualquer, acordamos e percebemos que já podemos lidar com aquilo que julgávamos maior do que nós... mas, não foram os abismos que diminuíram, fomos nós que crescemos.
As pessoas estão sempre culpando as circunstâncias onde estão ou o que elas são. Eu não acredito em circunstâncias. As pessoas que progridem nesse mundo são aquelas que vão em busca das circunstâncias que querem... e, se não as encontram... as criam. George Bernard Shaw
Não olhe para as circunstâncias... crie-as se preciso for. Sucesso sempre!
É um privilégio estar com você.
Especial abraço

O sucesso é uma consequência não um objetivo. Gustave Flaubert

Degrau por degrau...
Isi Golfetto
Independente daquilo que cada pessoa queira melhorar em sua vida pessoal ou profissional, saber agir corretamente é a chave para alcançar o sucesso. Sendo assim, é indispensável entender que o sucesso está no caminho que trilhamos e não no objetivo que desejamos.
Uma paixão forte por qualquer causa assegurará o sucesso, porque
o desejo pelo objetivo mostrará os meios. William Hazlitt
Não existem regras para se conquistar o sucesso, mas podemos notar algumas características que pessoas bem-sucedidas possuem e incorporá-las às nossas, entre elas... desenvolver hábitos de sucesso, ser uma pessoa de valor e ter paixão pelo que faz.
O sucesso, portanto, pode ser alcançado levando-se em conta 3 fatores... valor, paixão e hábitos.
Valor. Ser bem-sucedido é a consequência para quem rege a vida através de valores. Valores são a matéria-prima que determinam a maneira de ser e de estabelecer prioridades que influenciam os relacionamentos e podem conduzir ao sucesso. Ser uma pessoa de valor está no que você faz com o que sabe.
Quais são os seus valores? Como esses valores podem influenciar a direção que está dando a sua vida? O que você prioriza... o seu relacionamento, a família, os amigos, o trabalho, a honestidade, a dignidade, o senso de justiça? Saber essas respostas pode determinar o caminho pelo qual irá seguir. 
Não tente ser bem-sucedido, mas ser uma pessoa de valor. Albert Einstein
Paixão. A paixão é um sentimento forte que desperta a felicidade e proporciona o desejo de dar o melhor de si, de aprimorar o seu desempenho. É uma energia que motiva e contagia, que suporta os contratempos, que encanta as pessoas. É uma sensação de plenitude, de invencibilidade, de entusiasmo, de não caber em si de alegria, de amor. 
Estou certa de que cada um de nós conhece esse sentimento arrebatador e reconhece as suas emoções... estar apaixonado por alguém... estar apaixonado pelo que faz ou por um ideal.
Você é apaixonado pelo que faz? Quais as emoções que a paixão lhe desperta? Conhece alguém que tem paixão pelo que faz? Essas características coincidem? 
Você tem que ter muita paixão pelo que faz... sem paixão, qualquer pessoa racional desiste. Steve Jobs
Hábitos. Decida mudar seus hábitos e mude a sua vida. Estudos apontam que 40% dos nossos atos não são baseados em decisões, mas são influenciados por hábitos. Os hábitos que desenvolvemos podem nos ajudar a construir uma vida de sucesso porque o sucesso é a soma de pequenos esforços repetidos dia após dia. 
Você está onde está por causa dos seus hábitos. Os seus hábitos estão levando você a alcançar uma vida bem-sucedida?
Em geral, as pessoas de sucesso têm uma postura muito semelhante... desenvolvem hábitos, comportamentos e atitudes que fazem com que elas persistam diante de obstáculos e avancem degrau por degrau até o topo. Vamos conferir cinco deles. 
Conhecer e acreditar em si mesmo. Você conhece o seu potencial? Sabe lidar e superar as limitações? Quando temos dúvidas quanto ao nosso potencial estamos damos ouvidos as nossas limitações.
Agir. Tudo o que idealizamos está ao nosso alcance se agirmos. Por menor que seja a ação, sempre será melhor que qualquer boa intenção.
Foco. Você tem convicção daquilo que quer alcançar? Tem metas estabelecidas? Então, agora é manter o foco e superar os obstáculos, olhar para o objetivo e ultrapassar as dificuldades... e assim continuar degrau por degrau porque o desejo pelo objetivo vai mostrar os meios de conquistá-lo.
Disciplina. Nada que realmente vale a pena vem fácil. Se desejamos que nossos sonhos se tornem realidade vamos precisar de dedicação total, esforço e disciplina.
Persistência. A persistência é amiga da conquista. Portanto, se quiser chegar onde a maioria não chega, faça o que a maioria não faz... vá um pouco mais além.
Sucesso é consequência de uma série de investimentos obtidos através de uma vida estruturada em valores pessoais, assegurado pela paixão naquilo que se realiza e desenvolvido por hábitos de sucesso que são a ela incorporados.
Você não escala o Monte Everest por acaso... você decide fazê-lo.
Alguém falou que sucesso chega ao acaso?
Vamos juntos, degrau por degrau até alcançar o topo.
É um privilégio estar em sua companhia.
Um grande e especial abraço.
Isi

Mesmo que não escreva livros, você é o autor da sua história. Mesmo que não seja um Renoir, faça da sua vida uma obra de arte.

Protagonista ou plateia?

Isi Golfetto

Na vida você é o autor da sua história... você tem o poder de definir qual vai ser o gênero... um drama, uma ficção, um terror, um poema, um romance. Para escrever capítulos emocionantes e edificantes e tornar a sua vida uma obra de arte não dependa dos outros nem das circunstâncias.
Feliz é aquele que tem orgulho do que é e tem prazer naquilo que faz.
Essas histórias são tão inspiradoras que dá vontade de ler de novo... de novo... e de novo.
Histórias são um meio de ampliar o horizonte de quem as lê, de quem as ouve. Elas têm o poder de estimular o imaginário e permitir que os leitores se incorporem à trama através de cada ação, pensamento, sentimento, sofrimento, encantamento como se eles próprios fossem os personagens.
Sem nos darmos conta estamos escrevendo um capítulo da nossa própria história a cada dia.
Como está a nossa performance? Que tipo de sentimento estamos provocando em nossos expectadores... de encantamento ou de pena? Somos uma referência positiva... uma inspiração?
Hoje vamos contar a história, ou melhor, dar umas pinceladas nos principais eventos da vida de dois grandes gênios da pintura... Van Gogh e Renoir. Vamos notar como a personalidade de cada um deles influenciou suas pinturas e como o enfrentamento das adversidades foi determinante para o rumo de suas vidas pessoais e carreira artística.
Vincent van Gogh, holandês,1853-1890.
Se você ouvir uma voz interior dizendo... ‘não sou pintor’, então pinte... e a voz se calará. Van Gogh
Van Gogh, hoje considerado um dos maiores mestres da pintura universal, só encontrou o sucesso no final da sua curta vida. 
Aliás, em sua vida o que não faltaram foram motivos para que ele abandonasse o seu talento artístico em virtude de uma série interminável de adversidades travando uma triste batalha contra a pobreza, o alcoolismo e a insanidade.
Contudo, a sua determinação foi maior que a tal voz que procurava interferir em sua história e limitá-lo. Em várias ocasiões a sua superação se deu pelo fato de ele ter consciência do seu talento e colocar toda a motivação em suas obras.
Sonho a minha pintura, então pinto o meu sonho. Van Gogh
No entanto, faltou a van Gogh equilíbrio emocional. A obsessão minou a sua saúde física e mental. Dois anos antes da sua morte, pintou compulsivamente.
Conta a história - há controvérsias e um mistério em torno dos fatos - que em um de seus colapsos nervosos decepou a própria orelha. Foi internado para recuperar a saúde e em uma tarde, quando saiu para pintar, deu um tiro no próprio peito. Foi encontrado ainda com vida, mas dias depois, não resistindo aos ferimentos, morreu.
Em vida vendeu um só quadro.
Pierre-Auguste Renoir, francês, 1841-1919.
A dor passa, mas a beleza permanece. Renoir
Renoir foi o pintor impressionista que ganhou maior popularidade e chegou a ter o reconhecimento da crítica, ainda em vida. 
Era conhecido como o pintor da vida.
Sua personalidade alegre e carismática cativava as pessoas e vivia sempre rodeado de amigos. Seus quadros reproduziam alegria, otimismo e a intensa movimentação da vida parisiense do final do século XIX.
Renoir foi um pintor que não teve medo de mudar seu estilo quando sentiu essa necessidade. Durante alguns anos, após voltar das suas viagens à Argélia, Espanha e Itália, dedicou-se a temas mais clássicos e formalistas.
Pintou o corpo feminino com formas puras e isentas de erotismo e sensualidade, preferindo pintá-los ao ar livre. Retratou personagens do cotidiano e naturezas mortas. Afirmava que a criação desse tipo de pintura era relaxante: Deixo meu cérebro descansar enquanto pinto flores.
Por outro lado, as esculturas foram sua obsessão nos últimos anos de vida. Ainda que não mais conseguisse fazê-las sozinho, devido a uma doença que o acometera, afirmava, com bom-humor... eu nunca acho que terminei um nu até sentir que posso beliscá-lo! 
Renoir casou-se aos 40 anos com uma modelo com quem teve três filhos. Aos 57 foi atacado por reumatismo e sofreu com a doença por mais de 20 anos. Aos 71, bem debilitado, pinta sentado com os pincéis amarrados aos dedos. Daí a sua frase mais singela: A dor passa, mas a beleza permanece.
Mesmo com dores nunca se deixou dominar pelo pessimismo ou pela tristeza e continuou pintando até o fim da vida. Morreu aos 78 anos, acometido por uma pneumonia e foi sepultado ao lado de Aline, sua mulher.
Dois gênios, duas histórias semelhantes de determinação e superação. Mas, a personalidade de ambos foi determinante para o final das suas respectivas histórias.
Seja um Renoir é um vídeo contendo algumas pinturas belíssimas do pintor acompanhado de alguns pensamentos e uma bela música.
Se puder, assista ao filme RENOIR baseado nos últimos anos de vida desse gênio da pintura e de sabedoria. Inspire-se!
E você, está vivendo intensamente as suas histórias ou está sentado na plateia? O que vai deixar escrito em sua biografia para inspirar outros?
Não termine um episódio da sua história sem dar o formato que deseja e sentir que pode beliscá-lo!
Foi um privilégio estar em sua companhia.
Um grande abraço
Isi
Outros textos sobre VIDAS QUE INSPIRAM. Boa leitura.
A arte de ver o invisível. Irena Sandler, modificando o rumo da história.
Mudar, mas mudar para melhor. Cora Coralina... recriando a vida.
Obstáculos desafiam ou desmotivam você? Beethoven... transformando limitações em aliadas.
Quem disse que é impossível? Pasteur... o impossível é só uma questão de tentativas e tempo.
Reinvente-se... pense diferente. Nobel... competência em se reinventar.
Respire fundo e recomece. Paganini, gênio no violino conduzido por sua genialidade.
Fabergé e os Ovos de Páscoa Imperial. Fabergé, o maior joalheiro de todos os tempos.
Siga-me.
Bate-papo com Estilo. Inspiração & Motivação - Reposição Diária de Energia.
Equilíbrio Sentimental. Essência Feminina - Espaço Terapêutico da Mulher.