Os teus atos e não os teus conhecimentos é que determinam o teu valor. Johann Fichte

O que você pensa que não é?
Isi Golfetto
que determina o valor de uma pessoa? Como se pode medir a importância de alguém em sua família, nos seus relacionamentos, como colega de equipe ou um indivíduo na sociedade?
E você, o que determina o seu valor? Já notou a diferença positiva que você faz no meio em que está inserido? Ou você é mais propenso a pensar que não tem nada a contribuir e que é apenas mais um em sua família, que não faz diferença alguma em sua equipe ou que é mais um no meio da multidão?
Muitas pessoas quando não sabem o seu valor deixam de contribuir com a sua parte e abrem uma lacuna que vai comprometer o desempenho do todo.
Para entender um pouco mais sobre o valor de cada um de nós no contexto em que estamos inseridos vamos ler o texto abaixo e que poderá ajudar a ilustrar essa questão.


Foi fácil compreender a leitura acima? Segue o texto completo para confirmar.
Que falta você faria se sumisse hoje?
Apesar de antigo, esse teclado funciona muito bem, exceto pela falta de uma tecla.
Pode-se pensar que como todas as letras estão funcionando bem dificilmente seria notada a ausência de uma delas.
Será isso que está acontecendo?
Evidente que não. Além de ter comprometido a clareza e a compreensão do texto, a falta de uma única letra colocou em risco todo o esforço coletivo.
Da mesma forma que a falta de apenas uma letra no texto pode comprometer a clareza e a compreensão da leitura, o mesmo acontece quando não exercemos o papel que nos foi delegado onde quer que estejamos.
Denis Waitley esclarece esse padrão de pensamento e comportamento com a frase: “Não é o que você é que te limita, é o que você pensa que não é.”
Portanto, não se desvalorize. Muito menos se compare a outras pessoas. Da mesma maneira que as letras do alfabeto são diferentes umas das outras, cada pessoa também é diferente uma da outra. E é através da união dessa diversidade que surge um conjunto harmonioso.
Invista um tempo para descobrir as coisas que você é capaz de fazer. Principalmente acredite no seu valor e na sua capacidade de realizá-las. Quais são essas coisas?
E, se alguma pontinha de dúvida surgir, lembre-sx do vxlho txclado e pergunte-se: Por que não? Você pode descobrir que é muito melhor do que imagina. Nenhum obstáculo será grande o suficiente se a sua força de vontade de vencer for maior.
Você se transforma naquilo em que pensa durante todo o dia. Earl Nightingale
Até a próxima.
Um grande e forte abraço
Isi
Blog Motivacional – www.batepapocomestilo.com.br
Página/pensamentos motivacionais - https://www.facebook.com/batepapocomestilo

2 comentários:

  1. Um texto muito motivacional, realmente agora que parei para pensar, quantas vezes nos sentimos sem valor, imuteis ...? Mas acho que o que nos faz duvidar de nós mesmos é a comparação com outras pessoas.

    prioridadesfemininas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita! Volte sempre!