Não seja empurrado por seus problemas. Seja conduzido por seus sonhos.

Respire fundo e recomece!
Isi Golfetto
Toda vez que você diz que algo é difícil ou parece impossível de fazer ou de acontecer você está colocando mais pedras na sua concretização. A maneira como você vai lidar com esses desafios será um fator determinante para ser bem-sucedido.
Habilidade é o que você é capaz de fazer. Motivação determina o que você faz. 
Atitude determina a qualidade do que você faz.  Lou Holtz
Quando você enfrenta um problema que, no momento, parece sem solução, qual a sua reação?
Que tal iniciar com uma atitude positiva a seu favor... respire!
Em seguida faça o que tem de ser feito. Encare a situação com atitudes positivas!
Sempre existem caminhos e possibilidades. Com paciência, calma e determinação você vai encontrar os meios necessários. Cada passo dado na direção ao seu objetivo fortalecerá a decisão de seguir em frente.
Quando dizemos que algo é impossível, depois de algumas tentativas frustradas, realmente não estamos certos daquilo que queremos.
É preciso compromisso e ações para alcançar o resultado desejado. Não importa o quanto tenha que tentar ou reformular o objetivo a fim de adequá-lo à realidade... é preciso ir até o fim. E o fim significa chegar lá com sucesso.
Você já deve ter ouvido falar do virtuoso violonista italiano Paganini. Pessoas, que tiveram a oportunidade de estar na audiência de alguns de seus consertos, diziam que sua genialidade chegava a ser sobrenatural. As notas que saíam do seu violino pareciam mágicas. Ninguém, na época, podia imaginar perder o privilégio de ouvi-lo tocar.
Conta-se que certa noite um auditório estava repleto de admiradores ansiosos pelo início da sua deslumbrante performance. A orquestra e o maestro ao entrarem no palco foram ovacionados. Porém, ao surgir a figura de Paganini a plateia foi ao delírio.
Paganini coloca o violino no ombro e o que se ouve ali é indescritível. Breves e semibreves, fusas e semifusas, colcheias e semicolcheias... cada nota parecia ter asas e voar.
De repente um som estranho!
Uma corda do violino de Paganini arrebenta.
A orquestra e o maestro param e a plateia atônita fica na expectativa do que poderá acontecer. Mas, Paganini, entorpecido pela música continua a apresentação sem dar importância ao episódio. Diante do fato os músicos voltam a tocar.
Mal o público volta ao êxtase propiciado pelo show de Paganini a três cordas outro som volta a assombrar os músicos e a plateia.
Nova corda se rompe e o suspense entre todos os presentes se instala.
Contudo, nada abala o mestre músico que continua a tocar com as duas cordas restantes, tirando sons do impossível e fazendo com que a orquestra e maestro se recomponham.
E, a plateia, mais admirada do que nunca se envolve outra vez com o som impressionante que Paganini conseguia tirar do violino com as cordas que restaram.
Mas, você já ouviu a frase... nada é tão ruim que não possa piorar!
De repente, da plateia ecoou um uníssono OOOHHHH!!! O inesperado aconteceu. A terceira corda se rompeu. O maestro para, a orquestra para e a respiração do público também. O silêncio é total.
Por um breve momento até Paganini parou. Verificou o que havia acontecido, respirou fundo, recolocou o violino no ombro e com todo o entusiasmo que podia ter anunciou ao público: Agora com vocês ‘Uma corda e Paganini!’
O maestro e a orquestra perplexos, sem acreditar no que haviam acabado de constatar, mas incentivados diante da atitude do mestre, retomaram imediatamente à partitura e dão o seu melhor.
Paganini com habilidade indescritível, determinação e disciplina incomparáveis e perfeição inimaginável termina o conserto tocando com uma corda só.
O público partiu do silencio para a euforia e da perplexidade para o delírio e em pé, o aplaudem como jamais tivera sido. Paganini atingiu a glória e seu nome foi definitivamente escrito na história!
Podemos lembrar quantas ocasiões em nossa vida tivemos a nítida impressão de que corda após corda também arrebentaram. Qual tem sido a nossa atitude? Ficamos parados? Perplexos? Travados? Revoltados? Reclamamos? Ou respiramos fundo e vamos em busca da solução para colocá-la em prática?
Sempre irá restar uma corda - a persistência. Desperte o Paganini que existe em você. Faça uma coletânea de aprendizados diante dos desafios e obstáculos que a vida coloca em seu caminho. Supere-se a cada dificuldade.
No dia da adversidade toque com habilidade, disciplina e determinação de um artista superior. Você será aplaudido pelas pessoas que admiram você. E não esqueça: há muitos que estão observando a sua atitude nesses momentos para saberem como agir. Avalie como as suas atitudes tem definido suas experiências.
Quando os obstáculos parecerem insuperáveis não desista. Vá lá... respire fundo e tenta mais uma vez!
Agradeço a sua companhia nessa leitura.
Um grande e forte abraço.
Isi
Blog Motivacional - http://batepapocomestilo.blogspot.com.br/
Página/pensamentos motivacionais - https://www.facebook.com/batepapocomestilo
Página/poemas, contoshttps://www.facebook.com/equilibrio.sentimental

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita! Volte sempre!