Se você não pode mudar seu destino, mude sua atitude. Amy Tan

Mude de atitude... ou mude de nome!
Isi Golfetto
O maior obstáculo em nosso caminho somos nós mesmos. Portanto, antes de tentar conquistar o que quer que seja, procure conquistar a si mesmo. Homens grandes não nascem grandes... tornam-se grandes!
O ser humano gasta sua vida justificando o passado, reclamando do presente e temendo o futuro. Antoine Rivarol
Para mudarmos nossos hábitos, primeiro temos que assumir o compromisso de pagar o preço que for necessário. William James
Homens grandes não nascem grandes... tornam-se grandes! 
Conta-se que certa vez, um soldado acusado de fugir do inimigo foi levado à presença de Alexandre, o Grande.
O grande general, olhando fixamente nos olhos do soldado, perguntou: Qual é o seu nome?
Abaixando a cabeça o soldado respondeu: Alexandre.
Agarrando-o pelo ombro, Alexandre, o Grande, disse: Soldado, mude de atitude ou mude de nome!
Sem dúvida, todos nós precisamos de um Alexandre, o Grande que nos chacoalhe e nos faça refletir sobre nossas atitudes e cobre as mudanças positivas que precisamos adotar a fim de criarmos e mantermos hábitos que possam transformar o nosso dia-a-dia para melhor. 
Inspirada com a ideia, comecei a refletir sobre a diferença que essas mudanças podem trazer para nossa vida e fui em busca das respostas: Por onde começar? Que hábitos podem interferir no meu bom desempenho? Como mudar o que sou?
Os hábitos e atitudes que desenvolvemos durante a vida nos moldam. Assim, você e eu nos tornamos exatamente aquilo que repetimos todos os dias. Somos a soma das escolhas e hábitos que adquirimos.
Então, surge a questão inevitável: estou satisfeito com a pessoa que me tornei?
Se você estiver, parabéns! 
Mas, se anda insatisfeito com os resultados que vem obtendo com suas escolhas e hábitos nada mais sensato que seguir o conselho de Richard Bandler: se você pode ser uma pessoa melhor, para que continuar sendo você mesmo!
Por onde começar, então?
Que tal começar com: Por que me comporto dessa ou daquela maneira? 
É indispensável você investir tempo em observar a si mesmo e detectar comportamentos e atitudes que indiquem maus hábitos.
Dentre esses hábitos, escolha um que você acredita ser importante mudar e faça o que for necessário para isso. Reflita e responda: O que eu ganharia com essa mudança? Qual seria o custo se ela não acontecer? 
Todas as mudanças têm custos, mas não fazer nada a respeito... também!
Quais hábitos podem estar interferindo no meu bom desempenho?
Não se desanime. Quando começamos a listar os maus hábitos a sensação é de que são infindáveis. Cada um de nós tem uma lista similar.
Tenha em mente que nos tornamos aquilo que repetimos todos os dias e confie na sua capacidade de pouco a pouco se transformar no melhor que você pode ser. Além de se tornar uma boa influência, irá aumentar o seu conceito entre as pessoas do seu relacionamento.
Vamos listar alguns maus hábitos recorrentes na vida de cada um de nós: reclamar, criticar, mentir, promover fofocas, tirar conclusões precipitadas, impulsividade, impaciência, intolerância, inflexibilidade, levar tudo para o lado pessoal, ser desorganizado, fumar, beber...
Como mudar o que sou?
Agora vem a boa notícia: é mais fácil adquirir bons hábitos que corrigir os maus! Confundi você? Explico. Ficar focado em exterminar um mau hábito, como o de reclamar, por exemplo, é dar muita importância para aquilo que já se sabe que não vale a pena. Por isso, seguem duas dicas elementares que colocadas em prática poderão ajudar a conquistar bons hábitos.
*Procure identificar um mau hábito e substitui-lo por um bom. Sem dúvida esse é um dos melhores investimentos que se pode fazer para si próprio.
Quem tem o hábito de reclamar, por exemplo, reclama o tempo todo sobre quase tudo. Essa pessoa desperdiça muito do seu próprio tempo e energia - e dos outros.
A mania de ampliar a visão negativa do problema leva a pessoa a se convencer daquilo que diz. E pior... quase sempre acaba influenciando as pessoas ao seu redor, além de deixar o ambiente tenso. Que tal substituir esse mau hábito e se tornar mais alegre e valorizar as pessoas, as coisas, o tempo...
*Analise qual a possível causa desse comportamento e encontre meios de modificá-lo. Será que a causa de um mau hábito está relacionada a alguma insatisfação pessoal, estresse. Que tal buscar em seu potencial interior os meios necessários para essa mudança! 
Sabemos que as mudanças internas não acontecem da noite para o dia. Podem levar 6 semanas ou mais, segundo estudos. Não se apegue ao tempo que vai levar, concentre-se em fazer a sua parte. O importante é ‘não desanimar de você’ se a colheita de hoje não foi produtiva. Não coloque um ponto final nas suas esperanças... nem desista dessa investigação de maus hábitos e comportamentos. Grandes homens não nascem grandes... tornam-se!
É essencial investir na construção de uma vida mais harmoniosa e de excelência, primeiro consigo mesmo e depois com o próximo.
Loucura é fazer sempre as mesmas coisas e querer resultados diferentes.
Foi bom demais estar em sua companhia!

4 comentários:

  1. Olá, Isi,

    Realmente somos criaturas de hábitos: hábitos de fazer e hábitos de não fazer.

    Parabéns pelo post!

    Abraços,

    Rafael Zampieri

    ResponderExcluir
  2. É a tal da mente plástica! A busca constante pelo diferente, por experiências, cores e sabores novos! A mente tende a engessar e se agente não se mexe, ela engessa de verdade!! Cada pedacinho do nosso ambiente traz uma experiência nova, basta agente olhar com cuidado, basta agente buscar!
    A mente tem que vencer a resistência do corpo!!
    Obrigado pelas palavras!

    ResponderExcluir
  3. A moça da foto é uma princesa! rsrs

    ResponderExcluir
  4. Voce realmente busca coisas boas para nos obrigada por nos repassar seus conhecimentos .
    nos ajuda muito a refletirmos sobre muitas coisas.

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita! Volte sempre!