Depois da última árvore sem frutos e do último rio envenenado, o homem perceberá que não se come dinheiro.

 com calor? Corta mais uma árvore!
Isi Golfetto
No começo pensei que estivesse lutando para salvar seringueiras, depois pensei que a luta fosse para salvar a Floresta Amazônica. Agora percebo que estou lutando pela humanidade. Chico Mendes
Se você tem metas para um ano.... plante arroz...
se você tem metas para 10 anos.... plante uma árvore...
se você tem metas para 100 anos... eduque uma criança...
mas, se você tem planos para salvar a Natureza...
eduque as pessoas a preservarem o meio ambiente.
Somos responsáveis pelo nosso Planeta. Sem dúvida, a cada dia que passa nos conscientizamos dessa realidade e de que nossas ações refletem diretamente na preservação do Meio Ambiente ou na sua degradação.
O assunto é amplo e complexo. É indispensável estarmos atentos aos alertas e orientações que os especialistas divulgam e colaborarmos adotando uma postura consciente para minimizar o impacto ao meio ambiente e repassarmos essas informações a outras pessoas que podem não ter esse conhecimento.
Hábitos sustentáveis que podem minimizar os impactos ambientais
Muitos de nós temos hábitos sustentáveis que foram incorporados em nossos lares como a economia de energia elétrica e de água, a reciclagem do lixo, ou seja, a separação do lixo orgânico do lixo residual - as embalagens plásticas e cartonadas (longa vida), latas, vidros, papéis, jornais e revistas, o descarte do óleo de cozinha usado, o descarte correto dos equipamentos eletrônicos, lâmpadas e pilhas encaminhando-os a um ponto de coleta autorizado e atenção especial ao descarte correto dos medicamentos vencidos ou não, bulas, embalagens, seringas - leve-os sempre até um ponto de coleta (em geral as farmácias), nunca os descarte nas redes de esgoto ou no lixo.
Contudo, estas ações, ainda que benéficas, não são suficientes.
Quando o lixo é retirado da nossa casa não significa o fim da história. Cada cidade precisa ter um local para dar um destino final ao lixo. Ou ele vai para o lixão ou para um aterro sanitário. O lixão é um local que além de ter um visual deplorável e atrair insetos, ratos entre outros animais, tem um impacto nocivo ao meio ambiente poluindo o ar, o solo, as águas subterrâneas e superficiais, atraindo sobretudo gente que tenta sobreviver dos restos daquele lixo. O ideal é o aterro sanitário, uma área dotada de impermeabilização no solo, drenagem e tratamento dos efluentes e gases gerados que impossibilitam a contaminação da região e permitem monitoramento ambiental além de vigilância.
O hábito de consumo, produzido pelo estilo de vida atual, gera a produção excessiva de lixo.
Em busca de alternativas que possam contribuir na diminuição da produção excessiva de lixo surgiu uma linha de pensamento que propõe algumas ideias - os 3 Rs... Reduzir, Reutilizar e Reciclar.
Reduzir. A sugestão é diminuir a quantidade de lixo residual que produzimos, ou seja, adotarmos o hábito de adquirir produtos que sejam reutilizáveis como guardanapos de pano, sacolas ecológicas para fazer as compras, embalagens reutilizáveis para armazenar alimentos, procurando assim, eliminar os produtos descartáveis.
Reutilizar. Aqui a ideia é a reutilização de embalagens que nada mais é que o aproveitamento de materiais como garrafas pet e vidros para outras finalidades como o armazenamento de líquidos ou na organização de materiais de escritório, entre outros.
Reciclar. Transformar o resíduo em matéria-prima ou novo produto. A reciclagem é uma excelente ferramenta e precisamos continuar com esta prática. Faça uma pesquisa na internet para encontrar sugestões de materiais que podem ser reciclados.
Pequenas ações podem iniciar grandes mudanças. Ao comprar algo recuse sacolas plásticas; prefira sempre embalagens retornáveis. No escritório não imprima documentos se não for necessário e procure criar a cultura do uso de copos de vidro, xícaras de café, colherzinhas de inox.
Cuidado redobrado com a moda e propaganda. Elas exercem um poder de provocar uma deformação das necessidades e fazer com que consumamos sem raciocinar! O atual vilão deste contexto é o celular que deixou de ser visto como um meio de comunicação e passou a ser um objeto de status, desejo e satisfação social. E assim o indivíduo vai consumindo as novidades, sejam elas quais forem, de forma compulsiva e espontânea, sem raciocinar sobre a sua real necessidade. A consequência para esse tipo de ação é o descarte fácil e a produção excessiva de lixo.
Criamos um grave problema para a Terra e para nós mesmos. A humanidade está sofrendo os impactos negativos dessas ações. Cabe a cada um de nós colocarmos em prática as alternativas que nos ajudam a cuidar melhor do meio ambiente para que possamos ter um Planeta mais saudável.
mudança no estilo de vida através da substituição de pequenos hábitos pode fazer uma grande diferença na Natureza contribuindo para a construção de um futuro melhor para todos nós e para as próximas gerações.
Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, mas o que não podemos esquecer é a urgência de deixarmos filhos melhores e comprometidos em benefício do nosso planeta.  A Natureza agradece!
Qual o novo hábito que você está disposto a colocar em prática?
Quando agredida, a natureza não se defende, ela se vinga!
Foi um prazer estar em sua companhia.
Um grande abraço
Isi
Blog Motivacional - http://batepapocomestilo.blogspot.com.br/
Página/ frases motivacionais - https://www.facebook.com/batepapocomestilo
Página/ poemas, contos - https://www.facebook.com/equilibrio.sentimental

Um comentário:

  1. Bonita iniciativa! É uma grande contribuição para o meio ambiente e o planeta...

    Se cada um fizer um pouquinho, no final, estaremos ajudando bastante! Não custa separar um lixinho, ou não jogar papéis na rua. Cada pequeno gesto é importante.

    Obrigada pelo texto!

    Ana

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita! Volte sempre!