Um fio invisível conecta aqueles que estão destinados a se encontrar, independente do tempo, lugar ou circunstâncias. O fio pode esticar ou se enrolar, mas nunca irá se romper.

A melhor das suas escolhas
Isi Golfetto
O amor não entra em corações fechados, quebrados, muito menos ocupados. É preciso que ele esteja livre e o amor seja convidado pelo seu anfitrião a entrar.
Podemos até nos apaixonar por acaso,
mas continuar apaixonados é uma decisão.
Se o gênio da lâmpada dissesse que iria realizar um desejo seu e que você poderia escolher uma das três opções, qual escolheria... um cartão de crédito ilimitado para comprar sapatos, comer o que quisesse e quando bem entendesse sem engordar nadinha ou viver a mais linda história de amor com aquela pessoa dos seus sonhos. 
Não há resposta certa ou errada. O que aprendemos com a vida é que vivemos o resultado das nossas escolhas, sejam elas certas ou erradas.
Então, vamos ponderar para fazer a melhor das escolhas... de que adianta ter uma infinidade de sapatos ou nunca mais ter que brigar com a balança se não encontrar o verdadeiro amor?
Bem, não precisa ser nenhum gênio para saber que as coisas não são tão mágicas assim. Mas, atire a primeira pedra quem nunca sonhou em viver uma linda história de amor com o seu príncipe ou a sua amada.
Quem nunca se apaixonou?
Basta olharmos para a nossa própria história e recordar o que vivemos com o encantamento da nossa primeira paixão. Que sensação inexplicável aquela! O coração disparava ao ver a pessoa se aproximando, sem contar aquela adrenalina a mil quando as duas mãos se tocavam e o clímax com aquele beijo tão aguardado. Tudo o que a gente queria era parar o tempo.
E depois, baixada a adrenalina, só faltava levitar. Ficávamos horas olhando para o nada, rindo à toa, desenhando um monte de coração e dentro deles escrevendo os nossos nomes.
Ninguém duvidava de que havia encontrado a pessoa com quem gostaria de viver o resto da vida.
Só que, não demorou muito para descobrir que todo encantamento tem prazo de validade.
Um dia, aos prantos, vimos o nosso castelo ruir e a mais bela história de amor ter um ponto final. A única pessoa que nos entendia e consolava era a vovó. Suas palavras, difíceis de compreender naquela época, eram um calmante e nos enchia de esperanças. Ela dizia... não chora, querida. Se for para ser ele... ele volta. O que é nosso sempre nos encontra. Mas, não feche os olhos para o amor. Deixe sempre um aberto!
Que conselho revigorante o da vovó! Deixar um olho aberto talvez fosse a melhor solução.
Com o ânimo de volta, logo tivemos forças para virar a página e iniciarmos outro capítulo... então outro, e depois mais outro...
O tempo foi passando, a nossa esperança minguando e assim começamos a duvidar de que aquela pessoa dos sonhos realmente existisse. Passamos, então, a colecionar contos de decepção, fechamos o coração para o amor e desistimos de sonhar.
Até que um dia a gente acorda para o amor.
O tempo ensina que as melhores sensações exigem coragem e amar é uma delas. É correr o risco de se entregar e não ser correspondida. Amar é manter a esperança sempre ao lado e acreditar que o que é seu vai te encontrar. Amar é deixar os olhos bem abertos e a porta do coração livre para o amor entrar.
Tem esse conto do leste asiático que diz que os deuses amarram um fio vermelho ao redor do dedo mindinho daqueles que são destinados a se encontrar. Segundo a lenda, as pessoas conectadas por esse fio invisível nunca irão se perder, independente de tudo o que possa vir a acontecer.
De fato, conhecemos alguns casais que são muito apaixonados. Parece que nasceram um para a outro e vivem intensamente o amor. Eles nos fazem acreditar que existe mesmo uma força invisível que os conecta.
Sabemos, também, de alguns romances que foram interrompidos por circunstâncias do destino. Mas, nada é mais forte do que o amor. Apesar desse fio ter dado muitas voltas, nunca se rompeu. Hoje, depois do reencontro, esses casais falam da felicidade de, finalmente, estarem vivendo o seu amor.
Mas, não é difícil encontrar quem tenha aquela triste sensação de ter deixado o seu verdadeiro amor para trás. Quem sabe o objetivo desse conto é nos convidar a jamais perder a esperança no amor... se for para ser nosso ele irá nos encontrar, independente de lugar, tempo ou circunstância. Será mera coincidência com os conselhos da vovó?
Contudo, há aqueles que desistiram de sonhar. Escolheram viver seus medos e frustrações. A sua justificativa é simples - encontrei a pessoa certa, na hora errada.
Será que pensando assim vamos estar prontos para receber o amor que tanto esperamos? Será que o nosso coração vai estar disponível quando ele bater a nossa porta?
O amor não entra em corações fechados, quebrados, muito menos ocupados. É preciso que ele esteja livre e que o amor seja convidado, pelo seu anfitrião, a entrar. 
Para o amor acontecer é preciso muito mais do que aquele primeiro encontro arrebatador. É preciso que os dois estejam abertos para o amor. E, se você estiver pronto e o outro não, não fique triste. Você está disponível para viver um grande amor.
Com o tempo a gente aprende que para viver um grande amor é preciso abrir todas as portas que fecham o coração e quebrar todas as barreiras que foram construídas ao longo do tempo por amores do passado que foram em vão. 
É preciso lembrar que ninguém vem a nós perfeito. É necessário ver o outro com os olhos da alma e se deixar cativar.
É preciso renunciar ao que não agrada ao seu amor para que ambos se moldem um ao outro como se molda uma escultura, aparando as arestas que podem machucar... ou como a um diamante bruto para fazê-lo brilhar. 
E, quando decidir que chegou a hora de se entregar ao amor, lembre-se de que é preciso identificação no modo de sentir e pensar... identificação de almas... de gostos... de gestos... de pele. 
É preciso se entregar de corpo e alma... ter dentro do coração o sonho que se acalanta no desejo de amar e ser amado... é preciso conhecer no outro o ser tão procurado... conquistar e se deixar seduzir. 
E quando você estiver vivendo no clímax dessa paixão, sinta que essa foi a melhor de suas escolhas... foi seu grande desafio e o passo mais acertado de todos os seus caminhos trilhados. 
Mas, se assim não for... nunca se arrependa pelo amor dado. Faz parte da vida arriscar-se por um sonho... se não fosse assim jamais teríamos sonhado. 
Finalmente, saiba que você tem um aliado que se chama tempo, seu melhor amigo. Só ele pode dar todas as certezas do amanhã... a certeza de que você amou e, realmente foi amado. 
*Poema atribuído a Drummond 
O destino decide quem você vai conhecer em sua existência
o seu coração decide quem você vai querer ao seu lado
mas, as suas atitudes decidem quem vai permanecer em sua vida.
Que as suas escolhas levem você ao encontro do seu verdadeiro amor!
Um abraço especial.
Isi

Um comentário:

  1. Fácil, com o cartão a gente come tudo, compra pilula do emagrecimento, paga tudo pra moça e ela fica apaixonada!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita! Volte sempre!