Você é tão poderoso e forte quanto se permite ser. Robyn Davidson

Depois do inverno... a primavera!
Isi Golfetto
Aprendemos com a natureza que ela se repete com regularidade... ora frio, ora calor. Assim como na natureza, muitas coisas se repetem em nossa vida. Nem sempre tudo serão flores. Vamos passar por adversidades. Sendo assim é possível desenvolver habilidades e atitudes para estarmos no controle da situação quando surgirem.
Jamais perca seu equilíbrio por mais forte que seja o vento da tempestade.
Busque em seu interior o abrigo.
Há épocas em que o inverno é menos rigoroso, em outras é mais intenso e longo. Dependendo do lugar a estação vai produzir características bem diferentes.
O inverno tem sua beleza própria. Podemos admirar belas imagens das montanhas cobertas de neve, a neve caindo... fazer atividades específicas da estação... tomar refeições apropriadas... e nos vestirmos com mais elegância, porque até a vestimenta é mais charmosa... (há quem conteste, eu sei!)
Interessante que não reagimos contra a natureza, não questionamos os “por quês” das mudanças climáticas... sabemos que vai acontecer e nos preparamos para enfrentá-las.
Ninguém está livre de enfrentar seus próprios invernos. Desafios dos mais simples aos mais complexos... fases conturbadas desde o imprevisto na implantação de um projeto... como dificuldades no relacionamento pessoal... e infortúnios como a morte de um ente querido.
Independente da gravidade da situação, nossa reação será proporcional a nossa capacidade de superar aquele episódio. E essa capacidade está ligada a habilidades que foram desenvolvidas e praticadas em tempos de calmaria.
Como você reage quando algo ruim acontece ou quando você não tem o controle da situação?
Reclama e amaldiçoa seu destino.
Fecha-se em si mesmo e chora.
Avalia a situação e segue em frente.
Independente da alternativa escolhida haverá um resultado como consequência... podendo ser bom ou ruim.
As adversidades podem ser divididas em duas categorias: o que está sob o meu controle e o que não está. Situações externas não estão sob o meu controle... o meu controle interno - a minha escolha como reagir, sim. Portanto...
Olhar para fora de si mesmo irá permitir enxergar fatos que, em geral, não costumamos nos dar conta.
Ninguém é 100% feliz. Se ninguém é 100% feliz, 100% do tempo... logo, eu também não serei. A grande questão é... como reagir? Diante da adversidade há duas escolhas... se conformar com a situação ou enfrentá-la. Se a luta não vai valer a pena... você está optando por abrir mão da sua conquista!
Todo mundo passa por dificuldades. Se todo mundo enfrenta dificuldades... logo, eu também vou enfrentar alguma adversidade em algum momento (ou vários momentos) da minha vida. A questão aqui é... estou preparado? Determinação transforma grandes barreiras em pequenos obstáculos e constrói grandes vencedores. 
Todo mundo tem capacidade de superar as adversidades na vida. Se todo mundo tem dentro de si a capacidade de superar as adversidades, logo, eu tenho capacidade de lidar e superar as minhas. A questão é... que habilidades preciso desenvolver? Desafios são o que tornam a vida interessante, superá-los é o que faz a vida ter sentido.
Olhar para dentro de si mesmo. Tudo é uma questão de perspectiva, de sermos objetivos ao enfrentar as adversidades. Você pode descobrir, desenvolver e praticar habilidades e atitudes que estão aí dentro de você e que irão ajudar em tempos ruins, o autocontrole, a disciplina, a resiliência e a autoconfiança, uma virtude indispensável que vai provar que você é tão poderoso e forte quanto se permite ser. Como tudo na vida nada se conquista da noite para o dia. Vai lá... você consegue!
Prepare-se e mantenha a calma. Pratique estar no controle emocional em situações rotineiras... quando alguém o cortar no trânsito ou falar ríspido com você... encare como um treino para aprimorar o seu autocontrole. Assim, vai estar preparado para os dias em que a adversidade se mostrar implacável como um tsunami. 
Resistir à adversidade, negar a si mesmo a gravidade de uma situação ou repassar a culpa a outra pessoa de nada vai adiantar. Confiar que tudo vai dar certo é a melhor maneira de empregar a sua força.
Nem o mais rigoroso inverno é capaz de impedir a primavera de florescer novamente.
Que a primavera esteja sempre presente em seus dias.
Agradeço a sua companhia em todas as estações!
Um forte abraço.
Isi

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita! Volte sempre!